sexta-feira, 25 de junho de 2010

Crescendo...

Então você cria uma filha com todo amor e carinho, para ela começar a crescer e a desenvolver suas opiniões para chegar na sua cara e dizer:

- SUA CHATA!!!

Pois é... Outro dia ela queria fazer algo que eu já nem lembro e eu não queria deixar. E ela insistindo e eu negando, ela insistindo, eu negando... Até que ela abaixa a cabeça e diz baixinho:

- SUA CHATA!

Eu fiquei sem ação. Depois perguntei pra ela:

- O que você falou Beatriz?

Ela:

- Nada...

Acho que se arrependeu rápido. Eu disse pra ela:

- Pôxa filha, mamãe te ama tanto, faz tudo que você pede e você chama a mamãe de chata?

Na hora que eu ia dizer para ela pedir desculpas, ela olhou pra mim e disse:

- Desculpa mamãe.

- Mamãe não é chata, é linda.

Mas eu confesso que fiquei sentida. Ela ficava puxando assunto comigo e eu respondendo com monossílabos. Até que ela olhou pra mim e sacou a frase que nos tem feito rir ultimamente, pois ela tem dito isso muitas vezes:

- Mamãe, tô cum fome!

Eu abaixei a cabeça já com um sorriso no rosto, e ela com cara de sem vergonha:

- Que foi mãe? Não ri não mãe!

Safadinha...

Em compensação tem dito inúmeras vezes que me ama, que sou linda... Tudo isso é tão bom!!! Outro dia estávamos arrumando os dvds dela (o novo vício, assistir dvd o dia inteiro!), e ela separou os que são apenas de música, me entregou e disse:

- Mamãe dá exes po papai, purque ele goxta de excutar música no carro.

É um docinho. :D

Hoje ela cismou qe queria se vestir de palhaço, empolgada com o dvd do "Patati, Patatá", e lá fui eu vestir a fantasia de palhaço nela e pintar o rostinho. Ficou Linda of course...

* Esses dias ela estava no computador comigo e ficou apertando os botões do monitor. Eu pedi inúmeras vezes para ela não mexer, porque ela já tinha estragado o outro monitor assim. E mais uma vez ouvi bem baixinho:

- Sua chata...

E eu:

- O que Beatriz?

E ela:

- Não mãe, não tô falando com voxê, tô falando com exe putador qui é muito lento. Chato...

E ficou resmungando:

- Putador lento, chato né mãe?

Eu mereço...

**UPDATE (depois de ter feito um comentário no blog da Pri-Pri, lembrei que não tinha registrado isso. ;))

A Festa Junina do Colégio:

Esses dias teve a festa junina, e essa festa foi tão falada, tão esperada, tão ensaiada, que eu estava super ansiosa para vê-la dançar (e pensava: será que ela vai dançar?).

Bem, bem, no dia, ou melhor, na hora da festa caiu um temporal, que ficamos todos amuados, mas Papai do Céu deu uma "seguradinha" nas águas e nós corremos para o clube.

Ao chegar lá, Beatriz foi no pula-pula (é de praxe), pescou muitas prendinhas e dançou, Lindamente, na turma dela, na outra turminha mais adiantada e dançaria na outra turma, mas lembrou que estava com fome e parou para comer. Ela QUIS dançar! Eu fiquei tão, tão, tão orgulhosa... Eu filmei a 1ª dança, e sinceramente não sei como não fiquei com dor no maxilar, porque eu a via fazendo os passinhos e um sorriso gigante insistia em ficar no meu rosto :D E quando acabou a dança e eles deram "tchau", meus olhos se encheram de lágrimas, fiquei muito emocionada mesmo!

Quando a turminha dela acabou, a professora perguntou à ela:

- Bia quer dançar mais?

E ela mais que depressa:

- Quélo!

Fui na mesa avisar à avó I. que ela dançaria de novo, e numa fração de segundos: Onde está a Beatriz que deveria estar na rodinha dançando?!?!!? Ela e a professora tinham sumido! Na hora me bateu um desespero! Fui na barraquinha da turma dela perguntar para a Tia R. onde estavam a Tia A. e a Beatriz que há 1 segundo atrás estavam dançando, ela disse que estavam na rodinha dançando, mas eu tinha vindo de lá e elas não estavam! Meu coração já estava na boca, comecei a pensar que a Beatriz tinha soltado a mão da tia e que alguém tinha levado minha pequena, que ela tinha gritado, mas o som estava alto e ninguém escutou. Fiquei extremamente DESESPERADA, procurava a avó que tinha ido ver a dança e também não a encontrava. Foram uns três minutos terríveis e intermináveis, quando vejo minha pequena no colo da Tia A.... Tinha ficado com vontade de fazer pipi e a professora tinha ido levá-la ao banheiro, óbvio! Voltaram para dança, depois a Tia A. veio me dizer que tinha ido ao banheiro com ela, mas não a sentou no vaso, fez uma "cadeirinha" com os braços e ficou com ela no colo (é por isso que AMO essas tias da escola).

Coração de mãe é tudo de mais poderoso nesse mundo, caso contrário, nem estaria aqui para contar histórias. :)

2 comentários:

Rita disse...

Pois é... por aqui troca a chata por "má"!! Sempre que ralho com ela... sai-se com o "és má"!! No inicio finji que não liguei... mas depois tivemos mesmo de lhe dar um sermão por causa desta história!! Enfim como dizes... crescendo... e desaprendendo!!
Quanto à história do fim... nem me digas nada... já me aconteceu uma parecida... julguei que ia desmaiar no mesmo segundo tal foi a aflição... e só deixei de a ver 10 segundos!!! Nem quero imaginar se fosse mais tempo!!! Nem quero imaginar!!!
Beijo ENORME...falta um mês para os 3 das nossas lindonas :)))

Mamãe Nathi disse...

Amo esses posts...
A Beatriz a cada dia mais esperta!

Mas não vale chamar a mamãe de chata, né princesa??? :)
Outra dia fui chamada de feia :(

Que dançarina cheia de disposição, hein???

Beijos***