terça-feira, 15 de dezembro de 2009

E é Isto que Recebo em Troca

Outro dia fomos à pracinha para ela ver a decoração do Natal (pela milésima vez). Só queria andar de mãos dadas com o pai, só queria ficar no colo do pai, só queria sentar no banquinho do Papai Noel com o pai, e eis que de repente, ela no colo dele, olha bem pro rosto dele e diz com a voz mais doce de todas as vozes doces:

"- O MEU PAI É O MAIX BOM!"

O pai, lógico, ficou todo bobo e derretido e eu fiquei pensando: "Pérai ô pequena traidora, e eu?"

:p

sábado, 12 de dezembro de 2009

Ela é o "Orgulho Di Mamãe"

Nesta semana nós fomos ao Shopping para ela escolher os presentes de Natal para o Papai Noel trazer no Natal. Como nós moramos beeeeeem pertinho do Shopping (mais ou menos 1h20min de ônibus, porque o pai estava trabalhando e não pode nos levar de carro), ela foi de fralda, mas eu tinha perguntado à ela se ela queria que no Shopping a mamãe pusesse uma calcinha nela pra ir no banheirinho pequenininho de lá e ela disse que sim, então levei UMA calcinha (que mãe confiante que sou) para ela vestir quando chegássemos.

No meio do caminho pensei mil vezes se tinha feito bobagem, e se ela fizesse xixi na calça? Levei roupinha, levei fralda, mas daria um trabalhão! Mas como promessa é dívida, assim que chegamos no Shopping, tirei a fraldinha e coloquei a calcinha. A levei no banheirinho e lá se foi o primeiro xixi no vasinho. Fiz festa, lógico!!! No Shopping que fomos tem banheirinho infantil nos pisos 1º e 3º (Nathi, fomos no "seu" Plaza Shopping, e talvez passemos por lá de novo na semana que vem). A avó queria comprar uma motinha à bateria para ela, fomos na Rihappy, que fica no 3º piso e enquanto a Beatriz via as motos, os brinquedos, disse que queria fazer cocô. Lá fui eu correndo com ela pra o banheiro (ainda bem que eu levei o sling, porque o banheiro ficava bem loooooonge da loja). Chegando lá ela fez xixi (tudo bem, pelo menos não corri em vão). Voltamos para loja, mas ela resolveu que não queria nenhuma das motos que estavam lá, fomos para as Americanas. A moto de lá era rosa, a que ela queria, mas estava desmontada e ela não se interessou muito, voltamos para Rihappy, chegando lá: "Quélo fazê pipi". Lá vou eu correndo com ela de novo e chegando no banheirinho, ela fez (mais festas minhas, claro)... Quando voltamos para loja, interesse zero pelas motinhas vermelha e amarela, era melhor levar a rosa desmontada mesmo. Voltamos para as Americanas e enfim a avó comprou a moto para o Papai Noel trazer.

Fomos ao 1º piso comprar uma camiseta para o pai numa loja lá de Reggae que ele adora. "Quélo fazê pipi", adivinhem quem a levou? A Mamãe, of course! Confesso que já estava exausta, mesmo com o sling, 14 kg, são 14kg, mas afinal a mamãe se mata de malhar pra quê? Lá fomos nós, e mais um xixi, e mais festas! Mais uma voltinha no Shopping e ela vê o bendito pula-pula, quis ir, lógico! Ainda tentei negociar, porque como ela é (era) medrosinha, perguntei se ela queria ir mesmo com as outra crianças lá, porque geralmente ela só vai se for sozinha, ela disse sim com muita certeza (eu realmente estava muito cansada, ela ficou com medo do Papai Noel e só queria ficar no colo), mas, enfim, fui eu para o pula-pula com ela. E não é que ela pulou muuuuuuito? Sozinha, sem segurar minhas mãos, ia até o meio, pulava, vinha pra perto de mim, ia para o meio de novo pulando sozinha, I-N-D-E-P-E-N-D-E-N-T-E! E quando acabou o tempo, ela ainda negociou: "Xó maix um pôquinhu mamãe". Ela sempre sai quando o tempo acaba sem resmungar, mas nesse dia ela negociou, impossivel negar... "Mais uma fichinha, por favor". E foi uma festa!

Antes de voltarmos para casa, mais um xixizinho e fralda, porque era certo de pegarmos engarrafamento e não quero minha pequena fazendo pipi na beira da estrada.

O dia em que nós fomos ao Shopping foi um dia de compras, de cansaço e até um pouquinho de estresse que é de praxe, mas foi um dia de reflexão para mim. A minha filha, aquele bebezinho cabeludo, que nasceu com icterícia, que voltou para o hospital e que me deixou aqui sozinha, aquele bebê, que nasceu com um pouquinho mais de 3 kg e que até ontem só andava segurando nas nossas mãos, está crescendo... Meu Deus, e crescendo rápido demais!!! O fato dela não ter deixado escapar um pipi, de ter ido no pula-pula sozinha fizeram acender uma luzinha nostálgica no meu coração. Ao mesmo tempo em que fiquei com um sorriso no rosto ao vê-la tão independente, meu coração de mãe ficou tão pequenininho... Ela está crescendo, é óbvio! Mas ver isso tão claramente me fez ficar procurando aquela bebezinha tão dependente de mim.

Só Deus, tão generoso, para nos abençoar infinitamente com uma filha tão preciosa, que nos faz apreciar cada momento, cada coisinha que parece tão pequena, como um dia no Shopping, como um xixi no vasinho, como ir ao pula-pula sozinha, e nos fazer sentir como se estivéssemos descobrindo a roda, como se ganhásemos na Mega-Sena (no fim, nada disso é tão importante quanto um sorriso dela)... Só uma filha que faz com que cada realização dela, seja minha. Só ela pra me fazer torcer para ela tirar as fraldas e quando ela caminha perfeitamente para isso, me fazer ("inconscientemente") desejar que ela faça um xixizinho no chão...

FILHA, EU TE AMO IMENSAMENTE E INFINITAMENTE. (Cresce devagar meu anjo)

Obrigada, obrigada, obrigada Papai do Céu!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Este é para quem Gosta de Ler...

Mais uma vez sumidas. Tanta, tanta coisa para contar, que nem sei se vou lembrar de tudo, mas estão acontecendo coisas tão importantes que não posso deixar passar em branco. :)

Na semana retrasada fomos para Cabo Frio (o M. está de férias) e foi tão, tão, tão bom. Ficamos em uma pousadinha muito fofa: Pousada Estalage e a Beatriz AMOU especialmente a casinha de bonecas que ficava no jardim. Fomos à praia todos os dias e ficamos surpresos com o medo repentino que ela demonstrou da água. Tínhamos que contar mil estórias para convencê-la a aproveitar aqueles momentos tão bons que estávamos tendo. O primeiro dia de praia foi o mais difícil e aqui fica a dica: quem tem daquelas piscininhas de plástico nunca esqueçam de levá-las quando viajarem para praia, porque nós não levamos a nossa e tivemos que comprar uma por R$ 20,00!!! Nos outros dias ela ficou na piscininha e se divertiu mais, no penúltimo dia mudamos de praia e o pai sem esperança nenhuma a chamou para ir à água com ele, e não é que ela foi? Aproveitou super, pulou ondas, fez a maior bagunça e na hora de irmos embora deu tantos tchaus para a praia que até fiquei com peninha...

No começo ela não queria voltar para casa, dizia que queria morar lá. Mas nos dois últimos dias nós descuidamos e ela bebeu muita, muita Coca-Cola e à noite perdia o sono e ficava:

- "Quélo í pá minha casa." "Tô cum saudadi du Kalú." "Aqui não tem sofá." "Aqui não tem cuzinha" "A dixcarga daqui é dula." ...

E era difícil convencê-la... Outro fato interessante foi a amiguinha que ela arrumou, a menina tinha quase 4 aninhos e falava espanhol! As duas não se entendiam e aconteciam situações engraçadas: Na casinha de bonecas tinha um iô-iô, a menininha pegou para brincar e foi mostrar para mãe, que falou para ela devolver para Beatriz achando que o iô-iô era dela. A menininha vinha com o iô-iô e a Beatriz falava: "- Não quélo!". A menininha voltava na mãe, que mandava a menina devolver para Beatriz... Eu estava meio distraída e nem percebi direito a história, de repente vi a menina segurando a cabecinha da Beatriz, fazendo com que a Beatriz prestasse atenção nela: "- Escutcha-me! Quéda-te com eche, por favor!". E a Beatriz: "Não quélo!". A menina foi para mãe desolada, aí eu olhei para o M. e ele disse que a mãe da menina estava pensando que o brinquedo era da Beatriz, aí que eu percebi e avisei para mãe que o iô-iô não era nosso. Quase que senti o suspiro aliviado da amiguinha.

Pausa para o Momento "Mamãe Perua": Rua dos Biquínis - Muito, muito, muito boa!!! Tem loja em que a peça é R$ 10,00 e pasmen, há estampas bonitas! Os modelos são meio básicos, mas vale a pena.

Voltando para o momento "Mãe Coruja"... Eu não gostava muito de Cabo Frio, das duas últimas vezes que tinha ido a cidade estava cheia, e eu não sou muito fã de tumulto. Dessa vez ficamos meio longe do Centro e gostei muito, as praias estavam vazias, mas não desertas e foi bem tranquilo. Na verdade eu prefiro Búzios, mas na minha condição de "estudante não remunerada" até que deu para aproveitar bem. ;) Fora o fato de que a Beatriz se desenvolveu muito nesses diazinhos, cantou muito, dançou muito, ficou menos medrosa, ficou mais grudada com o pai e eu só ratifiquei que a minha filha é um amor de criança, tem seus momentos de pirraça, mas na maior parte do tempo é uma menina bem compreensiva e bem amiga, além de não ser nada egoísta, empresta os brinquedos, oferece o que estiver bebendo ou comendo, é orgulho da mamãe.

Nesta semana sonhei que ela estava no colégio e aproveitei para dar uma pesquisada nos 2 únicos colégios "decentes" da cidade (na minha humilde opinião). Fiz uma visita e gostei. Cheguei em casa e perguntei para Beatriz se ela queria ir para o colégio, ela disse que sim. No dia seguinte, fomos fazer uma nova visita (ela, a avó I. e eu), ela AMOU a escolinha (principalmente o vasinho pequenininho que tem no banheirinho. Até inventou que queria fazer cocô lá)!!! E apesar da minha pequena perguntar todo dia pelo colégio (e até sonhar - ela fala muuuuuito dormindo) e apesar de já termos feito a matrícula, as aulas só começarão em fevereiro de 2010.

E por falar em desfralde, o negócio até que tem ido bem por aqui. Estamos longe do desfralde completo, mas estou muito feliz por ela já ter noção do que é fazer xixi. Se eu não ficar perguntando a toda hora, os xixis escapam, mas se eu pergunto e ela sente que está com vontade, senta no peniquinho, faz uma forcinha e o xixi sai. E é uma gritaria, uma cantoria, uma dança pela casa toda vez que ela faz no peniquinho. Estou muito feliz!

Numa noite dessas lá em Cabo Frio o M. sonhou com a Manuela. E quem é a Manuela? Manuela é a irmã da Beatriz. A futura irmã. Aqui em casa estamos convencidos de que quando tivermos outro filho, será uma menina (tenho minhas teorias e elas quase sempre estão certas). Ele disse que sonhou com a Beatriz e com a irmã, que curiosamente era maior que ela, eles estavam passeando de mãos dadas. Fiquei meio apreensiva, porque ele costuma ter sonhos premonitórios (de vida e de morte), na verdade ele só teve dois, é tudo meio louco, e tudo muito verdadeiro. Outro dia a Beatriz olhou para mim e disse:

- Mamãe, minha rimã Manuela ainda não chegô...

Bem, a quem interessar possa, a Manuela ainda não está a caminho, mas que eu tenho pensado muito em ter outro bebê e que eu preciso arrumar logo um emprego para poder ter o outro bebê, isso eu não posso negar.

Ela tem andado meio fascinada com o mundo dos dvds e ama as estórias de princesa. Se vocês a encontrarem na rua, por favor a chamem de "Branca de Neve". Não é "Pequena Sereia", não é "Cinderela", não é "Bela Adormecida", ela é a "Blanca de Neve".

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

A Pepetinha é (quase sempre) Feia

Dar chupeta para Beatriz nunca foi muito de meu agrado, antes dela nascer eu praticamente não cogitava essa possibilidade, mas depois que ela nasceu, comecei a considerar a ideia já que ela queria ficar no peito o tempo inteiro (mesmo quando não estava com fome). Deu certo, depois de algumas tentativas, a Beatriz pegou a chupeta, e gostou. Hoje se a gente deixar, fica de chupeta o dia inteiro e disso EU não estou gostando. Sou dentuça e percebo que a Beatriz está ficando igual a uma coelhinha também. :(

Tento convencê-la de que a pepetinha é só na hora de dormir, até porque quando ela fica de chupeta, vira uma manhosa de primeira. Não quer brincar, chora por tudo e quer ficar o tempo todo no colo, mas tem hora que a pepeta sai ganhando...

Só que outro dia a chupeta nos salvou de uma... Eu estava na cozinha fazendo o jantar e a Beatriz estava correndo pela casa, como sempre, e eu tinha acabado de falar para ela tirar a chupeta da boca. De repente ouvi um barulho e ela chorando, tinha levado um tombo. Graças a Deus não se machucou, só deu um cortinho mínimo na boca e umas 4 pedrinhas de gelo curaram o corte rapidinho (a Beatriz AMA gelo).

Mais tarde ela pegou a chupeta, chupou e disse que estava ruim, quando eu peguei a chupeta para ver porque estava ruim, levei um susto! Estava quase sem o bico! Na hora do tombo a Beatriz deu uma dentada tão forte, que se estivesse sem a pepetinha feia talvez tivesse ficado sem um dentinho também... Como diz o ditado "há males que vêm para o bem", mas nem por isso a pepetinha deixou de ser feia!

:P








____________________________________

Minha Filha é Tãããããããooooo Paciente:

Estava lendo um post de uma amiga e lembrei deste episódio:

- Filha, a mamãe te ama muito sabia?

- Sabiú

- Mas eu te amo muito, muito mesmo, você sabia?

- Sabiú

- A mamãe te ama muito, muito, muito mesmo, do fundo do coração. Você sabia?

- SABIÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Aprendendo na Era dos Telletubies

Até 2 semanas atrás eu me sentia feliz ao dizer que a Beatriz não ligava a mínima para assistir TV, mas não sei o que aconteceu que a menina simplesmente "viciou" naquele "Xuxa Só Para Baixinhos" (SÓ o volume 1!!!). E há 2 semanas não se sabe o que é assitir TV aqui em casa, que não seja esse "delicioso" DVD. O interessante é que as musiquinhas realmente grudam na cabeça, e você acorda cantando "Teddy, o Polvo", faz comida dançando a música do "Trenzinho", vai dormir embalado pelo "Grite, Cochiche" e tem lindos sonhos com a dança do "Shake, Shake"...

Em tempos de concurso, ando pensando seriamente em mandar um e-mail para Rainha Xuxa para dar uma ideia (agora sem acento agudo no "e"): Acho que seria genial se ela gravasse o DVD "Xuxa Só Para Concurseiros", o volume 1 poderia ser com videozinhos sobre Direito Penal, e o 2 com videozinhos de Direito Administrativo, seria bom se ela também gravasse umas faixas-bônus de Física e Raciocínio Lógico. Eu adoraria aprender a Lei 8112/90 com o querido Polvo Teddy.

"Me diga Teddy quais são as formas de Provimento? Me diga também quais são as formas de vacância..."

;)

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Vida que Segue?!?!?

Bem, dia 18 foi o concurso... Não passei :( Quando constatei fiquei muuuuuito triste, mas sei que a culpa foi inteiramente minha, vi no edital que teria Física, fiquei achando que aprenderia com o professor do cursinho, mas ele foi um Merda!!! Não aprendi nada lá e nem consegui aprender depois sozinha (saudades do Professor de Matemática do Degrau, que era excelente!!!). Zerei Física e precisava acertar 2. Também só acertei uma em Raciocício Lógico e precisava de 2. E por que a vida ainda não voltou à normalidade? Porque o Orkut está bombando e ainda há esperanças!!! Tem uma galera querendo que a prova seja ANULADA, porque imprimiram o local de prova, receberam um torpedo da banca confirmando o local, mas quando chegaram lá, o nome não constava na lista de nenhuma sala!!! Depois os fiscais quiseram que eles fizessem em uma sala à parte e eles se recusaram... Também há muitas pessoas enviando recursos solicitando anulação de quase todas as questões de Física (eram 5) e de algumas de RL, ou seja, se anularem 2 de Física e uma de RL, estou dentro. Minha pontuação não foi das melhores, mas ainda tem a Redação e o fato de muita gente ter sido eliminada em Português, então, enquanto não terminou, não acabou... Talvez vocês ainda assistam algo sobre esse concurso no Jornal Nacional.

O fato é que estou condicionada a ficar estudando, meu Vade Mecum não para de me olhar e as apostilas também, como disse um colega, "agora que fizemos a prova, parece que está faltando algo na nossa vida". Em breve também terá a prova do Detran, e eu me comprometi a fazer, então não posso parar de estudar. E ainda terá a prova do Bacen... Virei concurseira de carteirinha!!! Até ir para a academia perdeu a graça, minha vontade é ficar estudando, mas as celulites não param de gritar, então não dá mais para ficar sem ir...

Sobre a Beatriz eu preciso dizer que a cada dia que passa me sinto mais apaixonada pela minha filha. Não me canso de olhar para ela, de abraçá-la, de beijá-la, de dizer que a amo muuuuuiiito!!!! E ela está super carinhosa, olha para mim e diz:

- Você é Linda!
- Eu te amo muito!
- Mamãe você é calinhosa, cêlosa (cheirosa) e pleciosa...


A minha pequena é tudo de mais precioso que há neste planeta, não me canso de agradecer a Deus por ter me concedido essa benção que é a minha moreninha. Tudo que faço é pensando nela. A escala da PRF era um primor, 24 X 72, era tudo o que eu precisava para ficar mais grudadinha com ela, trabalhar um dia e ficar 3 em casa!!! Delícia!!! Mas Deus sabe o que é melhor para nós, sei que a minha vez está chegando e sinto que será algo muito bom, então, continuo esperando com fé.

Mudando de assunto, estamos tentando tirar a fralda, na verdade comecei ontem, mas a Beatriz cismou em fazer xixi com a tampa do penico fechado, ontem à noite fez 3 vezes: uma dentro do penico e 2 fora, porque sentou nele com a tampa fechada... Vamos ver no que vai dar, paciência é a palavra-chave. :)

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Olá!!!

Primeiramente pessoas queridas, obrigada pelo carinho de estarem sempre passando por aqui, apesar da nossa ausência. :) Passando bem rapidinho para dar notícias da minha pequena. Reta final, no dia 18 é a tão temida e esperada e sonhada PROVA (gente, mandem muitas energias positivas de não esquecimento de matéria para mim, é muita coisa, e eu estou surtando).

Graças a Deus estamos bem, com saúde, felizes, o dinheiro é que não sobra, mas não se pode ter tudo, né? ;)

A Beatriz está a cada dia mais esperta (e eu como sempre coruja). Esses dias ela estava deitada na cama comigo e começou a falar baixinho algumas letras do alfabeto (falou umas 6, fora de ordem, lógico, mas eu fiquei boquiaberta!!!). Perguntei quem tinha ensinado, ela disse que eu que tinha ensinado, mas quando comentei com a avó I. ela me lembrou que no DVD da "Galinha Pintadinha" tem uma música com as letras do alfabeto. Estava conversando com um colega do curso e disse que vou começar a estudar o artigo V da Constituição em voz alta, porque quando ela crescer, vai ser menos uma matéria para ela estudar quando for prestar concurso.

Esses dias também fiquei surpresa com a forma em que ela usou duas expressões, tanto por ter posicionado corretamente na frase, como na entonação que deu:

Ela ia sair com a avó, e queria trocar de roupa. Queria colocar um biquíni por baixo da jardineira, porque estava muito calor. Eu estava procurando um das Super Poderosas, e estava revirando a gaveta, quando ela viu um outro biquíni, olhou para mim com uma cara de falta de paciência e disse:

- Péga esse mexmo!

Outro dia estava fazendo o jantar dela e ela cismou que queria suco, pediu ao M. para fazer. Ele:

- Tá bom, vou esperar você jantar e depois faço o suco.

Ela: - Não, não, não! Plimeilo você faix o suco, depoix a mamãe faix meu papá.

E tem uma coisa super engraçada (para mim) que andei reparando nela. As meninas daqui da nossa cidade, têm um jeito de falar um pouco diferente, elas têm a voz meio grossa, não sei bem explicar, o jeito de falar é com uma entonação meio grave. Eu percebo, porque apesar de morarmos todos no estado do RJ, as pessoas da cidade do RJ falam de um jeito mais "cantado", o sotaque do carioca é muito peculiar. Eu sempre disse que não queria que a Beatriz nascesse aqui, queria que ela fosse carioca, tanto que ela nasceu em uma maternidade no bairro em que eu morava. Só que o engraçado dessa história, é que ela está ficando com o sotaque das meninas daqui, de vez em quando ela fala com a voz grossa e com a entonação igualzinha a das meninas. Pode até ser carioca de nascimento, mas acho que não vai escapar de ser "xxxxxxxx" de coração... É "castigo"!!! ;)

*Novas modalidades de pirraça:

Eu: - Beatriz! Beatriz, estou falando com você! Beatriz!!!

Ela simplesmente finge que não está escutando...

Outra, ela AMA passar batom, passa escondido e quando a gente vê, ela fica com uma carinha super de sem-graça. Mas hoje ela deu uma de cara-de-pau total, pegou um batom,e ficou comendo! Eu pedi, ela fingiu que não ouviu, pedi de novo, fingiu de novo, fui pegar da mão dela e ela fez a maior força para eu não pegar, praticamente enfiou o pincel do batom na boca. Gritei pelo pai, na mesma hora ela saiu correndo e largou o batom de lado, para quando chegasse perto dele, ficasse tipo: - Mas eu não estou fazendo nada...

Ah Beatriz, você tem "sorte" da sua mãe ser uma das mães mais zens e pacientes do mundo...

Ah, outro dia ela estava fazendo uma das pirraças que ela tanto gosta, aí eu falei pra ela (mas eu estava rindo, eu não aguento...):

- Beatriz, um dia eu ainda vou esquentar esse teu rabo garota!

Ela ficou tipo estalando o dedo, fazendo "tchi, tchi" (fingindo o barulho de um isqueiro) e apontando para o bumbum. Acho que ela pensou que esquentar o rabo é acender um isqueiro no bumbum...

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Algumas Coisinhas

* A Mania Dela que Nós "Adoramos"

Desde beeeeem bebezinha que a Beatriz tem uma mania (muito da chatinha) para dormir: colocar o dedo, e as vezes a mão inteira, dentro da nossa boca. Já tentei tirar a mania de todos os jeitos, mas ainda não consegui.

Esses dias a avó estava cantando pra ela dormir, e cantou aquela, que é tipo um versinho:

"Batatinha quando nasce esparrama pelo chão, Beatriz quando dorme põe a mão no coração".

Ela mais que depressa:

- Não é no colação vovó, é na boca!

__________________________________________________________________


* Modelete

Todo mundo já sabe que ela não é muito fã de tirar foto, esses dias a avó comprou uma máquina fotográfica de brinquedo pra ela, e agora ela está mais flexível com relação às milhentas fotos que a gente ainda insiste em tirar. Outro dia ela estava toda princesa e eu falei para ela fazer uma pose que eu ia tirar uma fotinha, o resultado:






__________________________________________________________________

* Desafio da Nathi (http://nathinaovoudesistir.blogspot.com/)

1) Você é casada?
Sim, há 4 anos. E namoramos por 11. :)

2) Tem quantos filhos?
01. Beatriz Gatona. (e um filhusko que é o Kaluzito)

3) Fuma?
Não.

4) Bebe?
Sim. Como diria O Rappa: "A cerveja gelada na esquina, como se espantasse o mal".

5) Tem compulsão por algum tipo de comida?
Amo pizza, Amo camarão, Amo pizza de camarão...


6) Prefere frio ou calor?
Calor. Sou carioca da gema (e da clara).

7) Prefere doce ou salgado?
Salgado e depois doce (mas doce só de vez em quando).

8) Qual sua profissão?
Me formei em Secretariado "Trilíngue", mas hoje sou Mãe, Esposa e Estudante, em breve, se Deus quiser PRF.

9) Último filme que você viu no cinema foi:
Putz, faz tempo... Acho que foi "Click" com o Adam Sendler.

10) Qual foi o dia mais feliz da sua vida?
Graças a Deus depois que "cheguei na fase adulta", a maioria dos meus dias são felizes e depois que casei e que a Beatriz nasceu, tirando os dias em que ela ficou doente, pouquíssimos dias não são os mais felizes da minha vida.

sábado, 5 de setembro de 2009

Meu Bebê Sentimental

Há um tempo atrás, percebi que nós estávamos "tirando o direito de chorar" da nossa pequena. Sempre que ela levava um tombinho ou se machucava e ameaçava chorar, a gente falava:

- Ah, não chora, não foi nada.

E ela "engolia" o choro. É claro que na maioria das vezes não era nada grave, mas ela ameaçava chorar e a gente logo cortava, de forma carinhosa, mas cortava, e parecia que quando algo a machucava ou a chateava, ela ficava com vergonha de chorar. Até que um dia ela levou um tombinho, fez um bico de choro e olhou pra mim. Eu resolvi "deixá-la" chorar, falei:

- Vem filha, vem no colinho da mamãe. Você quer chorar? Pode chorar meu anjo, quando parar de doer, você para de chorar.

Ela fez uns "uhhhhh, uhhhhhhhhhhh", fingindo que estava chorando e logo parou. Acho que ela queria um colinho. Agora sempre que ela se "machuca" já olha pra mim fazendo bico e eu a deixo chorar. E ontem nós ficamos com uma peninha dela... A avó comprou massinha, e ela sem ninguém ver, molhou a massinha e fez uma lama no quarto dela. Quando o pai foi brincar com ela e viu a lama, pegou um pano pra limpar, colocou a massinha na janela pra secar e perguntou pra ela:

- Beatriz, quem foi que molhou a massinha e fez essa lama aqui no seu quarto?

Ela: - Foi mim! Pur que você botou a massinha lá?

Ele: - Pra secar ué, está tudo molhado aqui!

Ela saiu correndo e veio atrás de mim com um bico gigante e com a maior carinha de choro. Eu perguntei:

- O que foi filha?

Ela já choramingando: - Mamãe me bota no colinho, eu quelo cholá.

E começou um chorinho sentido porque o pai tinha "brigado" com ela. A gente ficou com tanta pena, o M. quando escutou o que ela estava falando comigo, também veio correndo tentando explicar que ele não estava brigando, que só tinha falado que não era para ela molhar a massinha... Ele quis pegá-la no colo, não adiantou, ela grudou em mim e ficou toda magoadinha. Dei um pouquinho d'água pra ela, distraí um pouquinho e depois ela foi chamá-lo pra brincar de novo.

Tão sentimental meu bichininho...

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

O Bom Dia Mais Lindo do Mundo

Hoje de manhã ela e eu na preguiça.

Eu: - Vamos filha, vamos acordar?

Ela se enroscando no meu pescoço e fechando os olhinhos.

Eu (de novo): - Vamos preguicinha, vamos levantar?

Ela se enroscando no meu pescoço. Abriu os olhinhos, olhou pra mim:

- Ô Mómõe!!!

Eu: - O que filha?

Ela: - Ô Mómõe!!!

Eu: - O que meu anjo?

Ela: - Eu te amo muito, do fundo do meu colação.

Ah, meu Deus, muito obrigada mesmo viu? Papai do Céu é muito generoso mesmo, que filha preciosa que Ele me deu. :)

* E ontem eu lembrei o nome que ela colocou na boneca:

"Ixpinafri" (espinafre)

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Atualizando... Novidade ainda que Tardia :)

Essa história do concurso tem me deixado meio perturbada, mudou tudo, o meu M. vai ter que gastar mais grana e a prova foi "antecipada", está tudo lá: tambemsouassim.blogspot.com

Infelizmente tenho deixado de registrar muitas coisas legais, mas só tenho passado por aqui na correria...

Outro dia a Beatriz ganhou uma boneca e colocou um nome super engraçado nela, mas depois a avó inventou outro, eu não anotei e acabei esquecendo o nome... :(

Bem, ela aprendeu que meninas têm "peleléca" e meninos têm "rabo". Essa já é até meio velha. Quanto à "peleléca" é até normal, mas a do rabo foi uma associação que ela fez com o rabo daquele cavalinho upa-upa do Gugu com a figura do pai dela pelado... Fazer o quê, né?

Ela tem gostado muito de cantar, estou tentando gravar um videozinho, mas quando ela vê a máquina ou o celular apontado pra ela, já sai correndo. A música "Marcha Soldado" ela canta inteirinha. :)

*Nathi, esse post foi feito especialmente para você. :) Só assim para eu parar um pouquinho e não deixar passar essas fases tão legais da minha Pimentinha ;)

** Esta aconteceu ainda agora: Ela de vez em quando tem tido umas crises de prisão de ventre e é uma tortura... A gente tenta ajudar de tudo quanto é jeito, até que tivemos a idéia de deixá-la no pequeniquinho, e deu certo, depois de muita "força", segurei a mão dela, cantei musiquinha para distraí-la e ela conseguiu, mas as carinhas que ela fazia eram de dar pena... A primeira vez foi há mais ou menos três dias e hoje, todo martírio de novo... Depois que ela conseguiu, fiz a maior festa, bati palma, cantei, chamei o papai, que também fez festa. De repente ela coloca a mãozinha no nariz, olha pra mim e pergunta:

- Por que tá fedendo?

domingo, 16 de agosto de 2009

"GU-GU COCÔ"

Esses dias o M. e eu estávamos conversando sobre o desenvolvimento da Beatriz e eu comentei com ele que a gente nem curtiu a fase do "Gu-gu Dá-dá" da Beatriz porque ela aprendeu a falar muito cedo. Hoje ela conversa com a gente como uma mocinha. É bom porque ela fala tudo mesmo, quando quer comer, o que quer comer, se quer trocar a fralda, quando quer dormir, se está com dor, cansada, e isso é muito bom! Mas parece que ela está crescendo muito rápido, vejo bebês de 2 aninhos que quase não falam e as vezes fico com saudade do meu bebê, que ainda é bebê, mas as vezes nem parece...

Eis que no meio da nossa conversa saudosista, Dona Beatriz chega (ela estava brincando no quarto dela), aí eu falei pra ela:

- Filha, fala "Gu-gu Dá-dá" pra mamãe, fala.

Ela, meio que sem entender porquê, mas com cara de sem vergonha:

- "Gu-gu Dá-dá".

Eu e o M. morremos de rir, ficou tããããããããooo fofa a minha bebê. Aí toda hora a gente ficava:

- Filha, fala "Gu-gu Dá-dá".

E ela falava já rindo, porque percebeu que estava fazendo graça. E a gente ficava pedindo, porque ficava muito engraçadinho mesmo. Mas chegou uma hora que ela meio que perdeu a esportiva e quando a gente pediu, ela soltou um:

- "Gu-gu Cocô!" e saiu correndo.

Agora vira e mexe ela manda um "Gugu Cocô" e é claro que a gente morre de rir. Sei que tem gente que vai pensar que não tem graça, que a gente não deve rir, porque parece coisa de criança boba, mas eu achei genial ela ter mostrado pra gente que já estava de "saco cheio" da NOSSA bobeira.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Então Eu Acho que Ela me AMA MUITO MESMO!!!

Ontem ela para mim, antes de dormir:

- Mamãe eu te amo muito, do fundo do mar.

* Parece que é uma versão do meu: - Filha eu te amo muito, do fundo do meu coração.

** E também cabe ressaltar que ontem ela estava tããããããão amorosa. Antes de dormir me deu tantos beijos, tantos abraços, disse tantas vezes que me amava... Ela é tudo de mais precioso e mais abençoado desse mundo. Até parece que ela sentia que meu coração estava triste (meu pai está internado com pancreatite aguda e nem quero falar disso, só espero que tudo dê certo e que ele saia logo do hospital).

terça-feira, 4 de agosto de 2009

"PUR QUÊ?"

Acho que não preciso dizer mais nada, né?

(Haja explicações...)

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

A Festa (enfim)

Depois de tanta correria, enfim a festa chegou!!! E foi liiiiiiinda!!! Correu tudo da melhor maneira, as lembrancinhas ficaram lindas, o bolo ficou lindo, a festa ficou linda!!! E a aniversariante?!?!?!?!? A mais, mais, mais linda!!! Linda demais!!! E ela curtiu a festa do início até o fim, desde a montagem das mesas, do painel e do principal: da cama elástica (o famoso pula-pula, que ela ama). Ela estava feliz! Ela sabia que aquela era a festa dela, a festa de que tanto falamos!!! Foi tãããããããooo bom!!! Estávamos todos muito felizes, celebrar a vida do nosso bem mais precioso não tem preço.

Ela amou ganhar os presentes e ontem quando começamos a abrir, foi muito legal!!! Ganhou presentes lindos e alguns até engraçados, como uma caixa cheia de faixas de cabelo (que já são a marca registrada da Beatriz), feitas pelas minhas tias costureiras. Também ganhou um quadro lindo com uma montagem de fotos, além de um que veio lááááááááá de Portugal, Lindo também. É claro que a Beatriz hoje ama as bonecas, as massinhas, panelinhas e as roupas (que também gosto muito), mas a gente que é mãe fica extremamente emocionada quando vê que alguns presentinhos foram escolhidos/feitos com o coração (como já falei com a Ritinha, há coisas que não têm preço).

Algumas ausências foram sentidas, mas entendo o motivo de todos, além do que, sei que moro loooooonge, então agradeço do fundo do coração a todas as pessoas queridas que vieram e que tornaram aquela noitinha, em uma noite extremamente especial. Obrigada. :)

Também tenho que agradecer ao Papai do Céu, que com sua infinita generosidade nos presenteou com 2 dias lindos no meio de tanta chuva e frio. Um foi no dia 29, 2ª choveu, 3ª choveu, mas na 4ª (29) o dia foi perfeito, o sol estava lindo!!! E no sábado, dia da festa também, depois do sol de 4ª, tivemos chuva na 5ª e na 6ª, para nosso frio na barriga, mas no sábado, o dia também foi perfeito, com um sol perfeito e com uma noite mais perfeita ainda. Obrigada Papai do Céu.

Também tenho que deixar registrada a participação 100% do Papai da Beatriz, não poderia haver melhor pai para minha Princesa. Te amo meu M.

* Em breve, fotos. ;)

quarta-feira, 29 de julho de 2009

2 Aninhos da Minha Princesa Mais e Mais e Mais e Mais Linda do Planeta Inteirinho. Parabéns Meu Anjo!!!

Ontem:
Eu: - Filha! Amanhã vai ser seu aniversário! Você vai fazer 2 aninhos!!!
Ela: - Aí não vou ser maix piquinininha... (com carinha de choro).
Eu: - Vai sim, meu anjo. Você vai fazer 2 aninhos, mas vai continar sendo pequenininha.
Ela: - Não vô mamãe!!!
Eu: - Então você vai ser o quê?
Ela: - Vô sê bebezão, ué! (e deu um sorriso)
E hoje é o aniversário do meu bebezão!!! 2 aninhos, Inacreditável!!! Há dois anos atrás, mais ou menos a essa hora, a enfermeira estava levando a minha pequena para o quarto pela 1ª vez. :)
Parabéns, minha filha! Que Papai do Céu te abençõe sempre, sempre, sempre. Que você tenha muita saúde e que continue sendo esta menina feliz, carinhosa e inteligente. EU TE AMO!!!
"Dê asas e a fé te levará a lugares que você jamais sonhou... A mão de Deus vai escrever mais um de seus milagres..." (é Ela, meu milagre, minha filha... Hoje com 2 aninhos!!!)
"Y tengo también, un corazón que se muere por dar amor, y que no conce el fin, un corazón que late por vos.."
"Vivo por ela, ninguém duvida, porque ela é tudo na minha vida..."
* Muito Obrigada Papai do Céu!!!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Na Correria

Os dias, as tardes e as noites têm voado aqui em casa. Nem tenho ido à academia (:(), tamanha quantidade de tarefas pré-festa. Para as meninas que vão vir, não reparem, as lembrancinhas e enfeites de mesa estão sendo feitos por mim e meus dotes artísticos não são lá essas coisas... Mas estão sendo feitos com muuuuuuiiiito carinho.

Fico morrendo de pena de não vir aqui registrar todas as graças da minha pequena, porque esse blog é para ela. Imagino quando ela estiver maiorzinha e vier aqui ler as travessuras (:)), infelizmente não tenho tido tempo de atualizar as traquinagens e algumas com o tempo vão acabar se perdendo na memória.

Bem, cabe dizer que apesar do meu "bichininho" (é o novo apelido) ser um amor, nem tudo são flores. Desde quando ficou gripada há um tempinho atrás que tem dormido na cama conosco (DE NOVO). E agora quando tento colocá-la no berço ela faz uma pirraça sem fim, com direito a choro, grito, nariz escorrendo... e por aí vai. Já tentei de tudo, mas no fim, acabo desistindo e a levo para o nosso quarto. Como ela vai ganhar uma TV para o quarto dela, já disse que assim que colocarmos a televisão lá, ela vai voltar a dormir no bercinho, por enquanto ela tem concordado...

Esses dias fomos ao Shopping (ela, eu, a avó I. e o Dindinho M.), na noite anterior ela estava meio febril, mas como tinha acordado bem e disse que queria ir, fomos. O pai estava trabalhando e nós tivemos que ir de ônibus, ela foi dormindo do ponto em que entramos até chegar na rodoviária de Niterói, quando o ônibus parou e eu a levantei no meu colo, ela me vomitou inteira!!! Minha blusa, minha calça, até meu sutiã e cabelo. TODOS na rua me olhando, uns com cara de pena, outros de nojo, só mãe mesmo, viu? Tive que passar na C&A do BayMarket e comprar uma calça, um top e um casaco... Demos um remedinho para ela, ela melhorou. Concluindo, está gripadinha (de novo), mas já está melhorando, Graças a Deus!

Ela continua espertíssima! Sempre tem uns raciocínios que nos deixam boquiabertos! Todo mundo fica surpreso quando dizemos que ela ainda não tem 2 anos. Eu sou coruja, mas ela é demais mesmo!!!

* Ela anda "viciada" em passar batom. ;p

terça-feira, 7 de julho de 2009

Mais um "Resumão"

- Esta Menina não é "Minha Filha"

Eu sempre fui muuuuito tímida e muito na minha. Quando descobri que teria uma filha leonina, fiquei muito feliz, porque todos os leoninos que conheço são pessoas extrovertidas, felizes, de muitos amigos. E não me enganei, a Beatriz é completamente diferente de mim (Graças a Deus). Onde ela chega rapidamente vira o centro das atenções. E ontem só confirmei minha "tese". Fomos à pediatra e ela em casa:

- Mamãe mojú (vamos) levá um convite pá Tia A., ela vai ficá toda boba...

Eu pensei: Tá, vou levar, mas acho que a pediatra nem vai ligar muito. (a pediatra da Beatriz é excelente médica, mas um tanto quanto "fria").

Chegamos lá, esperamos um pouquinho, a Beatriz falando pelos cotovelos e quando chegou a vez dela, entrou correndo na sala da Dra. A. e entregou o convite. Aí ela perguntou:

- Mas o que é isso Bia?

Ela: O convite du meu vessálio, ué?

E não é que a Tia A. abriu o convite e ficou mesmo "TODA BOBA"? Nem acreditei. Até brincou com a Beatriz durante a consulta. Só a minha filha mesmo (Tá, e eu sou coruja!).

_________________________________________________________________

- Descobri porque ela Adora Dormir no nosso Quarto

Já tinha falado aqui que a Beatriz constatou que na sala tem uma televisão, no nosso quarto tem uma televisão, mas no dela não. Vira e mexe ela fala sobre isso e nós já decidimos que o presente dela vai ser uma televisão. Ontem ela disse que queria dormir no nosso quarto de novo porque ainda estava gripadinha e talz (como sempre). Eu sentei com ela na cama e ela:

- Agola neném vai tomá dedêla, vê um pouquinho teevisão e durmi.

E aí eu entendi que ela quer ficar no nosso quarto por causa da televisão, mas o mais engraçado disso tudo é que ela não fica 3 minutos parada em frente a TV... Vai entender...

________________________________________________________________

- Do Jeito que Ela Entende

Ela agora está "viciada" em estórinhas, o M. começou a contar umas para ela e todo dia à noite, quando o sono começa a bater ela pede para ele contar a da "Bonequinha (Chapeuzinho) Vermelha" e a dos "porquinhos". Eu achei tão bonitinho ela falando com ele:

- Papai, conta a da "Bonequinha Vêmelha".

E também está viciada em brincar de massinha (que gruda no chão, gruda no sofá, gruda no lençol, uma beleza)... Mas faz parte do aprendizado e quem somos nós para negar isso a ela. Eis que ela pede para que a gente faça alguma coisa tipo uma casa, uma bolsa, um cavalo de massinha e no mesmo segundo que a gente acaba de fazer ela destrói. Eu já faço e falo pra ela:

- Ó não é para destruir o da mamãe, hein!

Ela: Eu vou "desmaiá" (destruir) o seu todo!!! (e começa a rir).

_________________________________________________________________

E para Finalizar, o Elogio Mais Gostoso do Mundo

Nós temos a "mania" de dizer para ela o tempo todo que nós a amamos, que ela é nossa princesa, que ela é linda (coisa de pais, né). Hoje ela estava sentada no meu colo, pegou no meu rosto (como eu faço com ela) e disse:

- Goxtósa, meu amor!!!

Eu também falo que ela é o presentinho que o Papai do Céu me deu, aí eu pergunto pra ela:

- Beatriz quem é meu presentinho do Papai do Céu?

Ela: Mim!

terça-feira, 30 de junho de 2009

Agora só falta 1!!!

E ontem minha anjóca completou 23 meses!!! Só falta unzinho para ela completar 2 aninhos!!! Caraca... Voa, voa, voa e ela cresce, cresce, cresce... Parabéns meu anjo, que Papai do Céu te abençõe sempre!

Tão repetitivo dizer que ela está "demais", mas é verdade, presta atenção em tudo e depois usa contra a gente... ;) Malandra!!!

Esses dias ela andou gripada e voltou a dormir conosco na cama. Melhorou da gripe e quando a gente disse que ela voltaria a dormir no berço... fez um bico gigante de choro e choramingou que ainda estava "guipadinha", tossiu e até disse que estava com "xébe" (febre)... E aí? O que a gente faz? Deixa a pequena atriz dormir conosco na cama, né?

_________________________________________________________________

É filha de peixe... Antes de ir para a academia tomo um shake que é muuuuuuuito ruim. Outro dia ela me viu bebendo e quis provar, eu dei uma bicadinha pra ela e ela passou a dizer que era o "negóciu úim". Na semana passada, ela me viu "arrumada" para a academia e fez a pergunta de sempre (ela me pergunta isso TODAS AS VEZES):

- Mamãe, você vai amia (academia)?

Eu respondi que sim. Ela:

- Neném tamém vai tomá negócio úim e vai amia com você!

Eu fiquei toda boba, claro! Fofo ela ter demonstrado "interesse" em estar comigo, em fazer o que eu faço mesmo sem saber direito o que é.

__________________________________________________________________

Nesse final de semana fomos a uma festa junina e quando estávamos vindo embora, começaram os fogos, aqueles bem coloridos. Ela tem medo de fogos, do barulho, mas vendo aqueles bonitos, nem pensou duas vezes, olhou para o M. e para mim e disse:

- Na fexta da Beatiz tamém vai te fógus, muito, muito, muito, um montão de fógus!!!

Ah, tá, né filha? ;)

E por falar em festa da Beatiz, ela só fala nisso, ela quer chamar todo mundo para festa dela. Até as pessoas que passam na televisão. Aí fica:

- Quem vai na fexta da Beatiz?

Eu: Quem filha? Quem vai na sua festa?

Ela: A Tia Gabi, O Tio Juélso, a Tia Vovó Jane, O Kalú...

_______________________________________________________________

Essa eu tinha esquecido... Com essa história dos fogos no aniversário dela, outro dia eu disse para ela que na festa dela não ia ter fogos, só na da mamãe (eu já disse aqui que adoro implicar com ela, é bom "provocá-la" porque ela sempre me responde com algo inteligente...). Quando eu disse isso, ela olhou para mim com uma carinha super blazè:

- No seu vessálio não vai ter fógus mamãe, só no da Beatiz...

Eu: Ué? Por quê filha?

Ela: Puquê seu vessálio foi na cuzinha, ué!

Olha, sinceramente, não sei como ela lembrou disso. É verdade, meu aniversário foi na cozinha aqui de casa, não teve festa, foi só um bolinho, e foi em FEVEREIRO e ela só tinha 1 ano e meio...

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Dormindo Fora de Casa (sem a gente...)

Para quem não tem passado por , uma das novidades é que estou fazendo um cursinho aos sábados para o concurso da PRF. E nesses dias, a Beatriz fica na casa da Vovó I.. Nesse sábado, quando cheguei no curso, fiquei sabendo que teria aula no domingo também para compensar o feriado emendado da semana passada... T É D I O...

Fui ao curso, e à noite tínhamos uma festinha junina para ir. A Beatriz foi ficando com sono e a deixamos com a avó para ficarmos mais um pouquinho na festa, além do mais estava um friiiiiiiiiiooooooo e ela está meio gripadinha. Mais ou menos 1h fomos à casa da avó na esperança de que ela ainda estivesse acordada, ela quase sempre espera a gente. Chegamos lá e a casa estava toda apagada, ela estava dormindo... Se eu não tivesse a aula no domingo, talvez a tivesse trazido para casa, mas também era muita maldade, né? Atrapalhar o soninho dela, levá-la para o sereno, acordar os avós... Resultado: voltamos para casa, SEM ELA!

Quando deitei na cama para dormir, fui invadida por um sentimento de nostalgia dos piores. A única vez que dormimos em casa sem ela, foi quando ela voltou para o hospital recém-nascida e ficou internada. Senti um vazio, uma tristeza, meu coração ficou do tamanho de um grão de areia de tão apertado. :( Chorei, chorei, chorei, chorei...

Quase não dormi e levantei às 5:45h para ir para o curso. Passei o dia inteirinho longe dela, meu celular com a bateria descarregando e eu tentando falar com ela pelo telefone, e ela nem me dava papo... ÀS 18h a última aula terminou e eu vim "correndo" para casa, cheguei aqui 19:48h e ela me deu um abração e um beijo!!! Não há nada no mundo melhor do que isso, NÃO HÁ!!! Que bom que agora ela só vai dormir fora de casa, depois que fizer uns 30 anos... ;)

* Mais doce que o doce de batata-doce: Meu pai veio passar uns dias aqui em casa, e ela apesar de querer brincar com ele e talz, não queria ir no colo dele de jeito nenhum. Ela não "o estranhou", só não queria ir no colo dele, e quanto a isso ela é bem restritiva mesmo, não vai no colo de quase ninguém. Outro dia meu pai estava dormindo no sofá, e ela brincando de correr pra lá e pra cá, de repente ela parou do lado dele, deu um beijinho no rosto dele e ficou fazendo carinho no rosto dele. E falou: "Vovô Feêla, neném te di (deu) um bêjo". Eu fiquei muito, muito, muito emocionada mesmo.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Fala, Fala, Fala...

Ela: Mamãe o seu naíz é feio!

M.: E o do papai?

Ela: É bonito.

Olhou para minha mãe que estava perto dela:

- O seu naíz também é feio, Vovó Nilva.

Eu para ela:

- E o seu Beatriz?

Ela: O da Beatiz é Lindo!

______________________________________________________________
Outro dia nasceu uma espinha gigante na minha boca, ela olhava e perguntava:

- Mamãe, você fez dodói?

Eu: É a mamãe está com um dodói.

De repente ela viu a pomada contra assaduras dando mole em cima do sofá, mais que depressa pegou o tubinho e correu na minha direção:

- Ih, neném esqueceu passá pomada u seu bico!

______________________________________________________________

Fim de semana ótimo na casa da Tia G.


> A Vovó J. disse que ia fazer pipoca para ela, mas disse que ia fazer na panela porque não tinha pipoca para microondas. Quando a Beatriz viu o milho em cima da pia, falou:

- Vovó J., neném gosta esse miinho (milhinho) não.

* Como ela está acostumada a ver a pipoca já pronta, e a gente sempre fala que ela não pode comer aquele milhinho que não estoura, ela achou que aquele milho já era a pipoca...

> Ela já tinha acabado de tomar a mamadeira e a deixou no criado-mudo da Tia G.. Ficou brincando perto do móvel, esbarrou na mamadeira que caiu no chão.

A Vovó J. perguntou para ela:

- Ih Beatriz, o que foi que você fez aí?

Ela: Neném fez M!

> O Tio J. colocou gelo no suco dele, ela mais que depressa pegou o copinho dela e falou para ele:
- Titio J. bota gelinho u meu suco, aí vai ficá bom!

> Sempre que ela entra no carro do avô M. pede:

- Vovô bota uma musiquinha pá neném.

E a música é sempre aquela: "Êita, mulher chorona..."

No sábado à noite saímos no carro do J., ele colocou um DVD de músicas "antigas". Ela ouviu um pouquinho, e quando estávamos chegando em casa perguntou para ele:

- Titio J. você não tem da "Mulé Cholona"?

domingo, 7 de junho de 2009

A Beatriz (NÃO) tem Chulé

Eu sempre gostei de cheirar os pezinhos dela, e sempre brinquei que ela estva com chulé. Antes, ela não entendia e ainda nem sabia falar, mas agora, que ela entende e fala tudo e mais um pouco, ela simplesmente odeia quando a gente fala que ela estacom chulé.

Outro dia eu cheirei o pé dela e falei que ela estava com chulé, ela falou:

- Neném tá cum chué não, o pé tá impinho. A vovó lavô.

Aí eu insisti (eu adoro "implicar" com ela. :)):

- Beatriz tá com chulé sim!

Ela:

- Tá Não!

Eu:

-Tá sim!

Ela já fazendo biquinho:

- Tá não! Tá impinho...

Aí eu dei um abraço nela e falei:

- Tá não meu anjino, a mamãe tá brincando com você...

Agora toda vez que eu falo que ela tá com chulé ela logo responde:

- Tá não, mamãe tá bincando...

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Béthi! Béthi! Béthi! Béthi!

Em 95% das vezes em que ela me chama é assim... Já nem sei mais o que eu faço... Sempre que ela quer pedir alguma coisa começa com:

- Béééééééthi!!!

Eu digo:

- Mamãããããããe!!!

Ela responde:

- Béthi Málins (nosso sobrenome)!!!

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

O lado bom de se morar em uma cidade pequena:

Outro dia ela foi à loja que pensa que é shopping com a avó e tinha um trator de brinquedo gigante na vitrine, ela que não é nada medrosa, ficou apavorada com o brinquedo e não queria mais voltar na loja. A avó ficou frustrada, porque essa loja é uma das poucas opções de "passeio" na cidade. Nos dias seguintes quis levar a Beatriz na loja e ela não queria, sempre falava:

- Não vovó, tem tlatô.

Um dia a avó a convenceu a ir para pedir às vendedoras que trocassem o brinquedo da vitrine. Quando chegou lá ela falou com as meninas que já estavam com saudades dela:

- Neném vem maix não, tem tlatô! (neném não vem mais, porque tem trator).

As meninas falaram que iam trocar o brinquedo da vitrine. A gente nem levou muita fé, mas no dia seguinte a avó voltou lá com ela, e não é que as meninas tiraram mesmo o trator? Quando ela chegou na loja, as vendedoras foram perguntar se ela tinha gostado do brinquedo novo da vitrine. :)

Na 3ª feira ela foi nessa loja com a avó comprar roupas, chegando lá ela disse que estava cansada. As meninas falaram para ela sentar na seção de calçados que iam levar as roupas para ela escolher. A avó disse que ela ficou sentadinha, enquanto as meninas levavam um monte de roupas e ela dizia:

- Essa, não! Essa feia!

Até que escolheu UM casaquinho rosa... Ninguém merece essa garota.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Se Vira Papai

Ontem ela estava deitada na cama com o M. e ele estava vendo o jogo. Perguntei se ela queria ir para o quartinho dela dormir, porque já estava super tarde, e ela disse que sim. Levei-a para o quarto dela. O pai foi para a cozinha e ela falou para ele:

- Papai! Vai pú seu cuarto vê os burroádi (Burroardigans/Backyardigans)

Ele:

- Tá bom! Papai já está indo!

Ela estava deitadinha no berço, olhou ao redor do quarto, olhou para mim e disse:

- Aqui não tem têevisão!

sexta-feira, 29 de maio de 2009

AHN?!?!? O QUÊ?!?!?! 1 ANO E 10 MESES?!?!?!?!!?

Ah tá, o tempo voa e todo mundo já sabe, principalmente quem é mãe. Mas me custa acreditar que minha pequena já está na portinha dos 2 aninhos. Ainda ontem eu chorava frustrada porque não "conseguia" engravidar (foram quase 8 meses de "angústia"...). E agora tenho uma pequena que fez seu 1º cocô no peniquinho. É pois é, hoje ela fez seu 1º cocozinho no penico. De manhã a avó estava aqui e a Beatriz disse para ela que queria fazer xixi, a avó tirou a fralda e a sentou no penico. Ela sentava, levantava, sentava, levantava... até que de repente ela sentou e deixou um cocozinho. O pai (que também estava em casa), a avó e eu, fizemos a maior festa: batemos palmas, cantamos, demos parabéns pra ela e ela ficou toda orgulhosa... Acredito que deva ser mais fácil para ela sentir que quer fazer cocô, porque o xixi, sai sem ela perceber. Talvez amanhã ela nem lembre de pedir de novo, mas hoje ficamos orgulhosíssimos. Quase tirei uma foto, mas depois fiquei pensando que lááááááááááááááááááá, bem lááááááááááááááááááá no futuro quando ela tiver um namoradinho e a gente quiser "envergonhá-la" mostrando as fotinhas para comprovar que ela sempre foi linda, desde quando era bebê (os pais SEMPRE fazem isso), no meio das fotos no parquinho vai ter uma de um penico com um cocô... Resolvi poupá-la dessa. :)

Então, hoje minha anjóca completa 1 ano e 10 meses. PARABÉNS EM DOBRO MEU ANJO! TE AMO IMENSAMENTE E INFINITAMENTE!!!

* E no momento em que escrevia este post, ela fez cocô... na fralda. =/

* Esta foto representa o atual momento dela... pirracenta a caminho dos "terrible two".

sexta-feira, 22 de maio de 2009

4 Anos do Gordozildo

PARABÉNS FILHUSKINHO PRETUSKO!!! NÓS TE AMAMOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

* Sim, sim, sim, ele ri porque ele é um filhote muito feliz e amado. :)

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Minha Malandreca Preferida

Antes de engravidar, eu era aquele tipo de pessoa totalmente contra o uso da chupeta, ao longo da gravidez, após ler que muitos pediatras aprovavam o uso da chupeta como uma forma de "acalmar" o bebê, comecei a pensar no assunto com mais simpatia e até comprei uma para deixar guardada para um caso de "emergência". Depois que a Beatriz nasceu e queria ficar 25 horas do dia "mamando", resolvi testar a chupeta emergencial.

Para nossa "falta de sorte", ela não aprendeu a chupar a chupeta ortodôntica, só gosta daquelas horríveis e vagabundas (testamos todos os tipos, teve um dia que comprei 8 modelos diferentes). Quando ela era bebezita, bebezita, quando não estava mamando, estava de chupeta... dormia, a chupeta caía e ela continuava dormindo sem. E quando ela começou a comer papinhas, passar mais tempo brincando e talz. tentamos "ensinar" que a chupeta era só para dormir. E até que ela vinha entendendo bem e quase não pedia chupeta.

Esses dias ela estava começando a ficar gripada e estava amuadinha, só queria ficar no colo e estava um dengo só. Pediu a chupeta e eu dei, e na maior inocência comentei com o M.:

- Tadinha, né? Tá gripadinha, acho que não tem problema deixá-la ficar mais tempo com a chupeta.

Mal sabia eu que isso seria usado contra mim nos tribunais...

Ontem ela acordou, eu troquei a fralda, fiz a mamadeira, ela bebeu (isso tudo grudada com a chupeta). Assim que ela terminou a mamadeira, mais que depressa colocou a chupeta na boca. Falei com ela:

- Agora vamos pentear o cabelo e trocar de roupa, que daqui a pouco a vovó vai chegar. E vamos guardar a pepetinha feia.

Ela tirou a chupeta e falou com a voz mais dengosa (e charmosa) do planeta:

- Mómõõõõõe, neném vai ficá de pepetinha puquê neném tá ficando guipadinha...

* Não, não há o mínimo indício de gripe (Graças a Deus) e foi uma "luta" convencê-la a guardar a
chupeta.

* Update Especial: No vídeo, ela finge que chora, finge que tosse, fala: "Béthi, tô guipadinha", "Beth, não quélo tirá retlato".

video

* Ela voltou com a mania de me chamar de Béthi, mamãe é só quando ela está muuuuuito carinhosa ou quando esquece que meu nome é Beth. :/

terça-feira, 12 de maio de 2009

Votem no Pai da Beatriz

Como moramos numa cidade pequena, com muitas opções de lugares divertidos (o Supermercado, a Pracinha, a Loja que diz que é Shopping, a "Casas Bahia", as 5 farmácias e as 3 sapatarias...), TODAS as vendedoras já conhecem a Beatriz.

Outro dia o M. foi ao Mercado à noite e como estava serenando um pouquinho, ele não levou a Beatriz (ela sempre vai com ele). Ele disse que quando chegou no mercado as meninas ficaram perguntando:

- Ué, cadê a Beatriz?
- Por que a Neném não veio?
- A Bia já foi dormir?
- ...

No sábado fomos à loja que diz que é shopping comprar um presentinho para um amiguinho, e ela vai à essa loja quase todos os dias quando sai para passear com a avó. Quando chegamos lá, TODAS as vendedoras brincaram com ela. Aí perguntavam se nós éramos os pais dela, que ela sempre ía lá com a avó...

O M. chegou em casa falando que nas próximas eleições vai se candidatar, se cada "amiguinha" da Beatriz votar nele, em breve teremos Papai Político: Votem no Pai da Beatriz!!!

* Ela aprendeu a Pular (e passa o DIA INTEIRO pulando!!!)

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Ela, Ela, Ela...

- Está Aberta a Temporada das Pirraças

Ela está ficando a cada dia com a "personalidade mais forte" como adoram dizer os "eufemistas"... As vezes quando é contrariada, faz aquelas pirraças lindas em que se sacode e arqueia as costas para trás quando a pegamos no colo. Tá teimoooosa... "Beatriz, não faz isso! Beatriz, sai daí! Beatriz, não mexe aí!..." E ela continua fazendo como se não estivesse escutando. Outro dia não quis ir à pracinha com a avó, só porque não queria pentear o cabelo... Ai, ai, ai, e eu a pedir muuuuuuiiiita paciência para o Papai do Céu, até porque quando eu falo com ela com um pouco mais de "rispidez", fico toda arrependida.


- Generosa como toda Leonina

Diálogo de uns dias atrás:

Ela: Mamãe, neném vai ú sópin!
Eu: Vai fazer o que no shopping, amor?
Ela: Compá um tênis pá mamãe.
Eu: Vai comprar um tênis pra mim? Mas vc tem dinheiro, filha?
Ela: Neném tem, a bisa deu.

* Outro dia a bisa deu uma moedinha de R$ 1,00 para ela.

Diálogo de hoje (ela sabe que está chegando o aniversário do Kalú):

Ela: Neném vai compá um velotól pu Kalú.
Eu: Vai comprar um velotrol pra ele?
Ela: É, nu vesálio.
Eu: Mas vc tem dinheiro?
Ela: Tem! A bisa deu.

* Sim, é a mesma moedinha de R$ 1,00.


- Sabia que Esse Dia Ia chegar, mas Não Sabia Que Ia Ser Tão Rápido

Apesar de ser Elizabeth e preferir ser chamada de Beth. Todo mundo da família só a chama de Beatriz, porque mesmo antes dela nascer, eu pedia para que a chamasse assim, e não de Bia. Mas a maioria dos amigos sempre a chama de Bia. E ela se deu conta que ela também pode ser Bia. E agora, ela quase sempre tem se referido a ela mesma como Bia.

- Bia foi a pacinha.
- Bia tomô suquinho.
- Bia qué passiá nu bosqui...

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Ontem Ela Estava "com a Macaca"!!!

Estava arrumando a casa e a avó dando banho nela. De repente senti uma poeirinha no nariz e dei dois espirros. Ela mais que depressa grita do banheiro:

- XAÚÚÚÚDE MÓMÕE!!! (quando grita, mamãe vira mómõe)

Estava jantando sentada no sofá, infelizmente não temos o hábito de comer à mesa (ainda). Ela estava tomando suco e apoiou o copo na minha perna. Eu, que estava com as duas mãos ocupadas, falei para ela:

- Beatriz, esse copo vai cair! Tira da perna da mamãe e segura direito!

Ela (gritando): - SIGÚÚÚÚLA PIÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

1 ANO E 9 MESES!!!

Ela com a cabecinha estrelada, imitando um sapo. :)

*Obrigada Papai do Céu!!!

terça-feira, 28 de abril de 2009

Ela disse "TE AMA!!!"

Desde que ela nasceu que eu digo para ela inúmeras vezes durante o dia que a amo muuuiiiito. Anteontem antes de dormir, o M. foi premiado com um "Boa Noite Macacú!" (ela as vezes o chama de macaco), "Te Ama!".

Ainda agora ela foi ao mercado com o pai comprar "fíltulu" (filtro de papel para café), antes de sair, me deu um beijo, deu a mão para o M., olhou para mim e disse: "Tchau! Te Ama!". Aí eu, que não estava esperando, fiquei toda boba e disse: "Mamãe também te ama muuuuuuuito!". E ela: "Tchau! Te Ama também!". E foi toda serelepe com o pai para o mercado.

Obrigada Papai do Céu, não há sentimento no mundo que se compare à minha gratidão por ter reecontrado o meu Anjão! TE AMO FILHA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Ela e a Saudade

Minha mãe e minha irmã moram no RJ, mas elas moram na capital e eu, no interior. Quase todos os finais de semana elas vêm nos visitar e a Beatriz ADORA! Só que agora ela está começando a demonstrar que sente saudade, e isso apesar de ser "bonitinho", me deixa com o coração partido.
Quando minha mãe e minha irmã chegam, ela faz uma festa! Quer mostrar tudo que é "novo", faz mil gracinhas, mas fica perguntando:

- Dindinha chegou?
- Vovó vai embolá hoji não?
- Vovó vai dumi aqui?
- Dindinha vai ú colégio?

Ela sabe que elas vêm, ficam um pouquinho, dormem aqui em casa, mas vão embora, então ela vira e mexe pergunta se elas vão ficar aqui, se vão dormir aqui, se minha mãe vai trabalhar... E durante a semana, ela fala o tempo todo nelas, pega o telefone pra ligar, pergunta se a dindinha vai chegar quando ela acordar... Dá uma peninha...

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Cheia de Vontades

"Quélo lavá cabelo hoji não!"
"Quélo colinho (d)a mamãe"
"Quélo pentiá cabelo não"
"Quélo colinho (d)a mamãe"
"Quélo essa rôpa não!" Por que Beatriz? "Puquê tá feia... tá gandi... tá piquena.." "Puquê não pódi". e assim vai.
"Quélo colinho (d)a mamãe"
"Quélo botá vistido não, quélo shorti"
"Quélo colinho (d)a mamãe"
"Quélo dumi de falda não, quélo dumi de calcinha"
"Quélo colinho (d)a mamãe"
"Quélo passiá nu bosqui"
"Quélo colinho (d)a mamãe"
"Quélo dumi maix não"
"Quélo colinho (d)a mamãe"

- Ela ODEIA lavar o cabelo e só a minha mãe consegue lavá-lo sem que ela chore.
- Para pentear a jubinha da minha pequena leoa, tenho que falar que o moço do pula-pula disse que só pode brincar lá, quem penteia o cabelo.
- Ela está com a mania de querer escolher a roupa que vai usar. Já sabe abrir a gaveta sozinha, vai lá e pega um short e uma camiseta.
- As vezes cisma que não quer usar vestido.
- As vezes também cisma que não quer dormir de fralda, que QUER dormir de calcinha.
- Minha mãe "inventou" uma brincadeira de passear no bosque (ficar no quintal dando voltas na casa) e quase todos os dias a primeira coisa que ela fala é: "Quélo passiá nu bosqui". E a frase se repete, no mínimo, umas 20 vezes durante o dia.
- 6 horas da manhã, ela acorda e diz que não quer dormir mais, eu falo pra ela colocar a "pepeta" e dormir mais um pouquinho, porque ela ainda está cheia de sono, as vezes funciona, as vezes não, e aí eu passo o dia inteiro como um zumbi.
- "Quélo colinho (d)a mamãe" é a frase que mais ouvimos durante o dia. E apesar de ficar superhiperultramega cansada, porque ela está pesaaaaada, ela é minha macaquinha e eu amo colocá-la no meu colinho, fazer carinho na jubinha de leão cheinha de cachinhos e dizer que a amo muito, muito, muito.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

O que Fazer nessas Horas?

Hoje a avó I. levou a Beatriz para o passeio matinal de sempre. Quando voltou tinha uma dela para contar que nos deixou sem graça, mesmo sem ter estado com ela lá no momento "X".

A avó a levou para "passear" numa lojinha daqui, em que todos já a conhecem. A Beatriz calça todos os sapatos, prova roupa, senta nas motinhas à bateria, apronta todas e as vendedoras adoram, porque no final, a avó sempre compra uma coisinha. Hoje elas estavam provando chinelinhos, quando chegou um casal perto delas, de repente a Beatriz olha para a avó e diz:

- Vovó, a moça feix um pum!

A avó falou que realmente, pelo cheiro, alguém tinha soltado um pum, as vendedoras "morreram de rir", mas a avó falou que ficou super sem graça. E a Beatriz ainda repetiu, no mínimo ela achou que a avó não tinha respondido que sim nem que não porque não tinha ouvido da primeira vez.

Quando cheguei da academia, ela estava acabando de acordar. Olhou para mim e disse:

- Mamãe, tira mim du becinho.

Eu a peguei no colo, e ela após uma súbita lembrança do acontecimento desagradável ocorrido na manhã, disse bem séria:

- Mamãe, a moça feix cocô ú (no) aím (nome da loja). Não, feix cocô não, feix pum.

terça-feira, 14 de abril de 2009

"Amor que não se Pede, Amor que não se Mede"

Aqui em casa, na maior parte do tempo é assim:

- Quélo papá (comer) a mamãe.
- Quélo tocá falda a mamãe.
- Quélo dúmi a mamãe.
- Quélo tomá banho a mamãe.
- Quélo colinho a mamãe.
- Quélo bicoito. Mamãe péga.
- Quélo dedeila. Mamãe faix.
- Quélo essa rôpa não. Mamãe péga ôta.
- Quélo tilá camisa. Mamãe tíla.

* "a" , quer dizer "com"

99% das coisas dela, para ela, se eu estiver por perto, só eu posso fazer. Nesse fim de semana ela estava sentada no meu colo, eu estava com os braços em volta dela. Estava ventando e meus cabelos lisos voado e caindo nos olhos (:)). Tirei o braço pra prender o cabelo, ela puxou minha mão para cotinuar a abraçando. Depois ela colocou as mãos na minha perna, ficou apertando e disse: "Tô segulando a mamãe."

Estávamos voltando da pracinha, eu de salto com ela no colo. Ela pesaaaaada... pedi para o M. levá-la um pouquinho, ela ouviu, se agarrou no meu pescoço, igual a um bichinho preguiça e disse "Não! Quélo colinho a mamãe." As vezes eu a pego olhando para mim, com um olhar indescritível...

Eu sou uma mãe extremamente feliz e grata a Deus por ter me dado esse presentinho tão especial que é a Beatriz. Mas confesso que as vezes tenho medo, a confiança que ela deposita em mim, só em mim, é algo que me faz pensar muito, e faz lutar mais e mais a cada dia para me tornar uma pessoa melhor, para que esse olhar que ela me dá, nunca se perca.

Filha, Eu Te Amo Muito, Muito, Muito, Muito. Mais ainda do que sente seu coraçãozinho. Obrigada por ter me escolhido. :)

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Sobre o Post da Visita à Dentista

Resolvi dar continuidade a esse post por causa dos "questionamentos" nos comentários e para frisar o que considerei importante na consulta.

A todas às mamães: AINDA BEM QUE NÃO ERA CÁRIE! Confesso que foi um fim de semana péssimo por causa da expectativa, se o dentinho dela estivesse cariado, eu não me perdoaria.

- Pri-Pri: A dentista disse que o enxaguante tem que ser passado com cotonete porque elas não podem engolir o produto. Que deve-se usar cada lado do cotonete para a metade da arcada (1 cotonete para a superior e um para a inferior). As marcas que ela indicou foram: Fluotrat/Johnson's Reach/Fluormint.

- "Pirata/Peixinha": Infelizmente elas (eles) podem ter cáries sim. Não sei como é aí em Portugal, mas aqui é muito comum ver crianças com os dentes de leite escuros por causa das cáries, o que eu considero muito triste. A assistente da dentista disse que já teve pacientes crianças que tiveram que fazer tratamento de canal, e que elas sofrem muito (imagino que sofram mesmo, porque já fiz uma vez e só a anestesia é de matar).
Quanto à escovação, a dentista disse que é preferível que se limpe os dentes com uma gase ou fraldinha, porque com a escova a gente não tem tanto controle quanto à limpeza de todos os dentes. Eu nunca tinha imaginado isso, porque só passava a fraldinha quando ela quase não tinha dentes, mas agora que passei (voltei) a usar, dá pra ver direitinho que a fraldinha fica meio amarelada por causa das placas.

- Nathi: :)

- Alexia: :*

- Verônica (não é sobre os dentes, mas sobre o sono, a cebola e o "amarelo" :)): Acredito que esse "método" de ir dormir no quarto dela tem dado certo, porque das vezes que ela acordou à noite, ela me viu do lado dela. E o "ato" de dormir lá de verdade só durou 2 semanas. Hoje só vou para o quarto dela às 5, 6h da manhã. E quando ela acorda, me vê lá. Talvez seja mais complicado porque você trabalha fora, mas como uma mãe que já teve "noites terríveis", te digo, não custa nada tentar. Você acredita que hoje ela fala: - Qué dômi cuárto mamãe não! Qué dômi becinho dela. :)
Quanto à cebola, sim, fica com gosto de cebola, mas ela fica meio docinha, não com aquele gosto forte. Fica muito bom! E a Beatriz ama, como todos aqui em casa, incluindo o Gordozildo (o labrador).
Sobre o porquê do "amarelo", acho que nunca vou descobrir...

- Mónica: acho que as meninas são mais "calminhas". ;)

* Tenho que dizer que antes desse episódio da suposta cárie, não levava a escovação muito a sério, usava a escova de dente de vez em quando, mais por "brincadeira" mesmo, mas fiquei muito apavorada com a idéia de ver minha pequena com os dentinhos pretos, tendo que tomar anestesia (principalmente depois desse caso), tendo que obturar o dentinho... Passamos a seguir o ritual de limpar com o fio (só os dentinhos que são bem juntinhos uns dos outros) e limpar com a fraldinha, ainda não conseguimos comprar o enxaguante. É feito como se fosse uma brincadeira com uma finalidade importante, e ainda bem que ela deixa.

** Pri-Pri, vc acertou, ela fala: "É pacacete (capacete)". :)

terça-feira, 7 de abril de 2009

07.04.2009 - 19:59h

"Leonor rima com AMOR!" Parabéns Família Linda !

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Beatriz no Dentista

Na 5ª feira passada o M. viu que tinha uma pequena mancha marrom atrás de um dos dentinhos da Beatriz. Tentei tirar com a escova de dentes, com um cotonete, nada, a mancha não saiu... Pronto! Acabou meu dia! Fiquei me achando a pior mãe do mundo... Não podia acreditar que minha pequena estava com um dentinho cariado...

Fiquei contando os dias para chegar segunda para levá-la à dentista. Aproveitei que teria que fazer exames de sangue também e passei o final de semana inteiro conversando com ela. Que na 2ª feira íriamos no médico para mamãe tomar injeção e que depois ela iria ao dentista. Que quando eu fosse tomar injeção, ela iria segurar a minha mão para eu não chorar e que quando ela fosse na tia dentista, eu iria segurar a mãozinha dela para ela não chorar. Que lá na dentista ela ía abrir um bocão bem grandão fazendo "AAAAAAAAAAAAAAA". E passamos o final de semana inteiro tendo essas conversas e nos preparando para a 2ª feira.

Hoje acordamos cedo, primeiro fui fazer o exame e ela segurou mesmo a minha mão! Depois fomos à dentista. Tinha levado uns brinquedinhos e enquanto esperávamos, fiquei brincando que os bichinhos queriam ver o bocão de jacaré dela. E ela abria o bocão: "AAAAAAAAAAAA". A dentista chamou e nós entramos, na hora que a deitei na cadeira achei que ela ia chorar, mas ela se destraiu porque a cadeira ficou subindo e descendo para a dentista ajustar a posição. A dentista pediu para ela abrir a boca, e ela "AAAAAAAAAA", a dentista olhou com o espelinho, limpou com o ganchinho e passou fio-dental, de vez em quando ela fechava a boca e a gente tinha que pedir para ela abrir de novo, e ela sempre fazia "AAAAAAAAAAAAAA". Até que a dentista disse que era só abrir a boquinha sem falar "AAAAAAAAAAAA", mas ela não conseguia. No final o "AAAAAAAAAAAAAAA" já estava saindo com um biquinho de choro, mas enfim terminou. Sem estresse nenhum, a minha pequena se comportou como uma mocinha. Abriu a boca, deixou a dentista examinar e não fez pirraça, nem chorou. Fiquei tão orgulhosa dela!

A dentista disse que a manchinha marrom, é mesmo só uma manchinha, não é cárie, mas pode virar. Então temos que ter bastante cuidado, até porque a dentição dela já está quase completa. Só faltam dois dentinhos (Segundos Molares Superiores). Os cuidados são: passar fio-dental nos dentinhos que são juntinhos, passar uma gase molhada com o dedo em todos os dentes e passar um cotonete com um pouquinho de enxaguante bucal com flúor em todos os dentinhos também.


Depois do almoço, começamos com os cuidados (primeiro eu limpei, depois ela quis limpar sozinha), só não passamos o cotonete com o enxaguante, porque não encontrei a marca indicada pela dentista em nenhuma das 6 farmácias da nossa avançada cidade. Nem sei porque ainda me surpreendo com essa falta de "modernidade" daqui. Humpf!!!


domingo, 5 de abril de 2009

Um Monte de Coisas (dela)

- A Fala:
Por que será que a Beatriz consegue falar "carro", mas não consegue falar "cachorro"?

É assim: "carro", "burro", "cacholo", "agola", "plonto", "Beatiz"...

Ela sabe falar o nome do pai direitinho, mas quando alguém pergunta o nome dele, ela responde: "Quechél". O mesmo para o nome dela, ela sabe falar Beatiz, mas quando perguntam o nome dela, ela responde: "Apiz Gatona". :)

Quem adivinha o que ela está dizendo?

video

- A Fixação por Amarelo:

Quando ela esquece ou não sabe o nome de alguma coisa, ela diz que é "amalélo".

Ela: Mamãe, cadê pocoié (picolé) vovó I. deu? (A avó deu umas forminhas para fazer picolé)
Eu: Não sei Beatriz, vc estava brincando de picolé com o papai ontem. Onde vcs guardaram?
Ela: Lugar!
Eu: Que lugar?
Ela: Amalélo

Eu: Beatriz aonde vc foi com o papai?
Ela: Lá
Eu: Lá aonde?
Ela: Amalélo

Ela: Mamãe, quelo a neneca.
Eu: Que boneca Beatriz?
Ela: Amaléla .

- "Hoji Não, Só Sábdo" (sábado)

Ela odeia lavar o cabelo. E esse é um momento difícil e complicado... A única pessoa que consegue lavar o cabelo dela sem maiores estresses e pirraça é a Vovó M., minha mãe. Quase sempre que a gente fala que está na hora do banho, ela fala:

- Lavá cabelo hoji não, só sábdo!

E quando o sábado enfim chega, quem acha que conseguimos convencê-la QUE É SÁBADO?

- O Melhor do Churrasco

Esses dias, ela e o M. brincando no quintal, de repente passaram pela nossa "linda" churrasqueira de tijolos (quem já viu sabe o quanto ela é "muderna"). Ela para ele:

- Papai, neném qué chuasco!

Ele: Você quer churrasco? E o que a neném quer comer do churrasco?

Ela: Cebola!

* Nós sempre colocamos cebola enrolada em papel alumínio no meio do carvão e lá para o finzinho do churrasco, ela está molinha... Fica uma delícia com sal e azeite.

- Só Ela para me Fazer rir quando está dodói (porque quando ela fica doente eu fico muito, muito, muito "desesperada", ainda não aprendi a lidar com essas situações de febres e afins):

Na 2ª passada, ela ficou meio doentinha, vomitou e passou o dia inteiro com febre, só querendo colinho, colinho, colinho.

Depois de um dos milésimos banhos que dei nela, a deitei para vestir a fralda, e ela super enjoadinha e amuada, tirou forças não sei de onde e gritou:

- QUÉLO SECAR BUNDA NÃO, MAMÃE!

- Quélo colinho...


* Esse post já sofreu várias atualizações. Digitei, publiquei, mas a medida que me lembro de alguma coisa, venho aqui atualizar, para não ter que escrever um monte de posts. ;)

terça-feira, 31 de março de 2009

Temos Cantora

* Observação de mãe: o bico que ela faz no final é o melhor. :P

segunda-feira, 30 de março de 2009

No Quartinho Dela

Pois é, enfim a minha pequena aprendeu a dormir no quartinho dela. A idéia genial da pediatra que nunca tinha sido tentada por aqui, e que me deixou meio desacreditada quando ouvi a sugestão: "Pais no quarto da filha" deu certo!

Como tudo começou... Eu já estava com vergonha de em todas as consultas falar que a Beatriz dormia na nossa cama e que dormia muito mal. E sempre receber um olhar de reprovação da Dra. M. A.. A Beatriz já tomava uma formulazinha homeopática de "passiflora e valeriana" e a médica dela ainda tinha passado outra de "silícea". Apesar de ser homeopatia, não me sentia muito a vontade de ficar enchendo a minha "Nenêga" de bolinhas ao longo do dia.

Na última consulta a Dra. M.A. perguntou pelo sono e eu disse a mesma ladainha: "dorme com a gente, dorme mal, se mexe demais durante o sono, etc, etc, etc.... Que já tínhamos tentado de todas as formas levá-la para o quartinho dela ou fazê-la ao menos dormir no berço do lado da nossa cama, e NADA! Ela acordava de madrugada e só dormia de novo se a colocássemos na cama.". Então a pediatra disse que a única solução que ela achava que poderia ajudar era que nós fôssemos para o quarto da Beatriz, até que ela se adaptasse. Na hora achei meio "Nonsense" e na verdade nem pensei em dormir no chão do quarto dela.

Até que ela teve uma péssima noite e nós também, decidi que iria tentar, afinal, o pior que poderia acontecer era não dar certo e ela voltar para a nossa cama. À noite, após a rotina (jantar, brincar um pouquinho, tomar banho e tomar mamadeira) disse que ía colocá-la no bercinho dela, depois da mamadeira. Ela estranhou, mas eu disse que dormiria no colchonete do lado dela. Que na hora que ela acordasse eu estaria lá. Na primeira noite ela dormiu até 6h da manhã, mas na noite seguinte começou a dizer que não queria dormir no berço, que queria dormir na cama da mamãe, choramingou, mas eu fui desconversando, a deitei no berço e ela dormiu. Acordou de madrugada, me viu lá e ficou 2 horas enrolando para dormir... No dia seguinte, idem, choramingou, disse que queria ficar no quarto do papai (apelou para ele, que ficou morrendo de pena, mas eu disse que a gente tinha que ser forte). Conversei com ela, a coloquei no berço e ela dormiu. Acordou de madrugada de novo, me viu, fiz carinho nela e ela dormiu em menos de 5 minutos. Na noite seguinte passou a pedir para dormir no berço, mas há o ritual: fecho a janela do quarto dela, coloco meu colchonete no chão, ligo o ventilador, apago a luz, ligo o abajur (do elefante), ela deita eu vou no ouvido dela, falo um segredo ("mamãe te ama muito"), sento do lado do berço e ela dorme. Passei duas semanas a colocando para dormir, ficando um pouco com o M. no quarto e voltando para dormir no quarto dela. Desde a semana passada que tenho colocado a Beatriz para dormir e depois vou para o meu quarto, acordo mais ou menos às 4, 5h da manhã e vou para o quarto dela, ela tem acordado 7, 8h da manhã.

Não gosto de mentir para ela. Como diz a encantadora de bebês, você tem que tratar o bebê como um bebê, lógico, mas não se pode esquecer que ele é um ser humano que merece respeito e verdade. Afinal, a gente nunca sabe em que momento eles começam a entender "as coisas". Mas também não posso ficar a vida inteira dormindo no chão do quarto dela. Então vou para o meu quarto, mas deixo o colchonete e o edredon no chão, se por acaso ela acordar de madrugada e eu não estiver lá, posso dizer que tinha ido ao banheiro ou beber água...

E assim tem dado certo, e assim tem sido as noites por aqui. Adoro sentir o cheirinho dela a noite, saber que ela está do meu lado, agarrá-la e cheirá-la muito, mas também estava precisando dormir de verdade, com um pouquinho de espaço e sem medo de que ela se levantasse e caísse da cama, antes que o pai ou eu pudéssemos segurá-la.

Sábia Dra. M.A. :)

* Há duas coisas importantes: ela nunca chorou e fez pirraça dizendo que não queria o berço, só choramingou de charminho (nunca foi forçada a ficar lá). E a outra coisa, a rotina tem que ser seguida, todas as noites têm que ser iguais e a avó que a coloca para dormir o soninho da tarde, também a coloca para tirar a sonequinha no berço.