terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Garota Carioca

Queria encerrar o ano com o post abaixo, mas lembrei de algo que aconteceu hoje que não poderia passar sem um post: A minha filha, definitivamente, é uma carioca da gema (e da clara)!

Estava pegando as roupinhas dela na gaveta para arrumar a bolsa da viagem, quando a menina vê o biquíni... Gritaria dela pela casa:

-"Quíni! Quíni!" E sai "correndo" procurando o pai com o biquíni na mão.

Eu a chamo:

-"Vem aqui Beatriz, ainda tem o outro"

Ela volta correndo e dá um sorrisão quando vê o outro:

- "ÊÊÊÊÊ!" "Outo!" "Gândí!" (engraçado que os biquínis são do mesmo tamanho, mas ela cismou que já sabe o que é "grande" e o que é "pequeno". Se bem que hoje à tarde ela acertou, ela queria "mamá pêto" e eu brinquei com ela falando que a mamãe que ía mamar na Beatriz, e ela malandramente. "Mamãe, gândi" - o da mamãe, que é grande. E eu perguntei: "E o da neném?" E ela respondeu: "Neném, Apiz, Queno" - Neném, Beatriz, pequeno)

E sai correndo de novo, procurando o pai, que já tinha colocado algumas coisas na mala do carro.

- Papai! Quechél (o nome do pai)! Guadá (guardar)! Carro!

E ele:

- "Não Beatriz, vamos guardar na sua bolsa, depois o papai coloca a bolsa no carro."

Choramingos dela, fingindo que não tinha ouvido nenhuma palavra que o pai tinha dito:

- "Papai, guadá, quíni, carro"

Depois de algumas réplicas do pai, e depois de alguns choramingos dela, o resultado: os três biquínis da criança viciada em moda-praia já estão guardados (leia-se jogados) na mala do carro.

Que venha 2009

2008 está indo embora... E o que nos resta fazer? Agradecer muito ao Papai do Céu por todas as bençãos!!! Esse foi um ano muuuuiiito bom para nós, algumas dificuldades surgiram, como surgirão sempre, mas no mais, tivemos um ano muito bom mesmo!

Não passaremos a virada em casa, só voltaremos no domingo (04/01/2009), então queridas amigas e queridos amigos...


FELIZ 2009 PARA TODOS VOCÊS, PESSOINHAS ESPECIAIS!
QUE NO PRÓXIMO ANO, CONTINUEMOS SENDO MUITO ABENÇOADOS PELO PAPAI DO CÉU. QUE POSSAMOS TER MUITA SAÚDE, MUITO AMOR E MUITAS ALEGRIAS.
BEIJOS ENORMES PARA TODOS
:**********************************

* E eis que a menina agora precisa de óculos... estou desde ontem tentando baixar o vídeo dela colocando o óculos para ver melhor. E olha a cara dela de quem está muito satisfeita...


* Obrigada pelo carinho de todos e um obrigada especial à "Juía" (assim que a Beatriz a chama) pela prendinha. Que surpresa agradável: brincando com a Beatriz no quarto vem o M. com um sorrisão no rosto e um envelope na mão "Beth, cartinha lá de Portugal!". ;)

* FELIZ ANO NOVO PESSOAL!!!

* Ah, e Papai do Céu, separa um empreguinho bem bom, bom, bom pra mim, tá? O salário não precisa ser dos maiores, contanto que eu fique bem pertinho da minha Moranguete, do meu Anjão. :) Se o chefe for bonzinho, eu agradeço também.

* Ah, também já ía esquecendo, em 2009 também queremos mais seguidores! Tá bom amiguinhas e amiguinhos? (De vez em quando eu também sou carente, né gente? Obrigada as bonitonas que já nos acompanham "explicitamente")

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Ela com 1 ano e 5 meses

- Natal:
Apesar de ainda não ter noção do significado/sentido do Natal, ela amou todas as propagandas de TV que tinham Papai Noel e árvores de Natal. Tudo relacionado ao Natal e Papai Noel a deixava com um sorrisão nos lábios. Bonitinho foi vê-la ficar feliz ao receber os presentes e brincar com eles: da dindinha ela ganhou uma "Barbie" numa moto, do dindo uma cabaninha cheia de bolas e do avô M. uma boneca que fala. Fora o capacete para andar de bike com o pai (presente da vovó M.) e as roupas. Não conseguimos comprar o presente que queríamos, o Hipo Bolhas, esgotou. Na próxima semana vamos ver se as lojas já renovaram seus estoques.


- Faladora:
Fala tudo e mais um pouco. Esse é um dos principais comentários que as pessoas fazem ao passarem um tempinho com ela. Claro que usa as palavrinhas dela, mas fala demais e fica brava quando a gente não entende o que ela quer dizer. Já fala frases pequenininhas sem verbo. E passou toda a fase natalícia chamando o "Papai Noel" de "Natal". Ontem nós fomos a uma festinha de confraternização do time que o M. jogava, e falamos para ela que era uma festa de Natal, quando chegamos lá ela ficou falando: "Natal, Natal" e olhando para os lados procurando o Papai Noel. Outra palavra diferente na língua que ela fala é "cotó" (cavalo, porque ele faz "pocotó").

- Sensações:
Acho fofo o fato dela já saber compreender as sensações "táteis". Quando ela come ou encosta em algo quente ou frio, ela sempre diz: "quente". E quando alguém pega na mão dela com a mão molhada, ela diz: "sujo".

- Cheia de Vontades:
Ela gosta de tomar remédio, mas só os horríveis com gosto de alho. A pediatra passou um complexo vitamínico docinho, gostoso, mas ela odeia. Chegou a vomitar num dia que a avó insistiu que ela tomasse. Até que o M. teve uma idéia genial: tentar dar o remédio num copinho com canudo. E não é que deu certo? Agora quando ela termina a sobremesa já fala: "Memédio, aúdo! (remédio, canudo)". E quando acaba ela fala: "máix!"

- Sentimental:
Depois dos 2 tombos, a Beatriz ficou meio choroninha e sentimental. Outro dia minha irmã foi ler um livrinho de um urso que ficou dodói no dente porque tinha comido muitos doces e tal... De repente do nada, a Beatriz começou a chorar e a gente ficou meio sem entender, achando que ela estava com sono, com dor, sei lá, não associamos ao livro. Aí ela pegou o livro, me chamou e ficou apontando para o ursinho: "Mamãe, Bichú, dodói, aúda, Béthi" (mamãe, o bicho tá dodói, ajuda Beth), isso com os olhos cheios de lágrimas. A gente ficou meio sem acreditar que era aquilo mesmo, tiramos o livro dela, ela pegou e fez tudo de novo. A gente ficou morrendo de pena e o pai escondeu o livro. Não sei se ela associou a dor que sentiu no tombo à palavra dodói, mas agora sempre que ela ouve alguém dizer que tá dodói, fica choramingando.

- Carrapatinho Rulez
Continua mais carrapatinho do que nunca. É "mamãe", "Béthi", o dia inteiro. E agarra nas minhas pernas, vive pedindo colo, dando abraço. É meu amorzinho. Ela é o meu anjão (é assim que eu a chamo). FILHA, TE AMO!!! VOCÊ ME FAZ TÃÃÃÃÃÃO FELIZ!!!

domingo, 21 de dezembro de 2008

Final de Semana (QUASE) Perfeito

6ª: Aniversário Gabi

No final da tarde de 6ª fomos ao aniversário da nossa querida amiga Gabi. Foi muuuuuiiiiito bom revê-la (e a Cam's e o Jojô também). A Beatriz fez todas as graças possíveis e imagináveis, me chamou de Beth o tempo todo (o que divertiu a todos...) e comeu quase tudo que tinha por lá, principamente batata frita e kafta (confesso que ando menos restritiva quanto às "guloseimas", mas antes de se fartar com coisinhas gostosas, ela jantou todo o papá que eu tinha levado, que por sinal, também estava gostoso).

Depois da festa fomos para casa da Vovó M. e da Dindinha. A Beatriz foi dormir quase 1:30h da manhã, tamanha era a agitação dela por causa dos brinquedos e brincadeiras com a minha mãe e com a minha irmã.


* Beatriz com soluço a caminho da festa (sim, eu acredito no pedacinho de papel na testa)


Sábado: Formatura da Dindinha

Na noite de sábado fomos para a tão falada "tuia" (formatura) da Dindinha. Foi emocionante ver a minha irmã dando esse passo. Fiquei feliz, como irmã mais velha me senti muito orgulhosa. Ultimamente tenho tido muito orgulho dela. Vê-la se dedicar aos estudos, vê-la feliz por conseguir conquistar os objetivos, como comprar a moto e se esforçar sem medo para aprender a pilotar. Vê-la se preocupar com a minha mãe. Estou extremamente feliz por vê-la dar a volta por cima, depois de ter vivido uma fase dark, depois de ter passado 5 anos da vida dela sendo vampirizada por uma pessoa que não merecia. Do fundo do coração desejo muitos parabéns à minha irmã, desejo que ela continue se esforçando para conseguir realizar todos os sonhos que ela tiver e que ela seja muito feliz. Também quero dizer que ontem ela estava especialmente Linda: de vestido, maquiagem e cabelo solto (ela só anda de calça, tênis, cabelo preso e acho que até ontem não sabia distingüir um rímel de um gloss...). Parabéns e obrigada também à minha mãe, que com toda a liberdade que nos deu, continua pegando no nosso pé (principalmente no da Erika) de vez em quando, não nos deixando desistir e nunca desistindo de nós.

Até aqui, tudo estava lindo e belo, mas um tombo com a avó, deixou a Beatriz com a boca ensangüentada e quase culminou no fim do meu casamento. Exageros a parte, a Beatriz caiu e machucou feio a boca. Infelizmente ela estava com a minha mãe e felizmente nós não vimos o momento do tombo. O sapato saiu do pé e ela caiu. Eu fiquei chateada e brava, mas depois que vi que ela estava bem, fiquei mais calma. O M. custou a entender, ficou de cara amarrada e tivemos uma conversa muito dura sobre alguns assuntos relacionados ao acontecido, inclusive o de que quando a Beatriz levou o primeiro tombo, com o pai dele, eu fui a primeira a tentar acalmá-lo e amenizar a tensão (já que a Beatriz estava bem). Apesar de tudo, fomos celebrar a formatura da minha irmã em uma pizzaria, e a Beatriz que até então estava amuada e sonolenta, quando viu o garçon trazendo a pizza, ficou feliz feito pinto no lixo. O que ajudou a melhorar o astral.

Após todos esses acontecimentos e esclarecimentos, fomos todos dormir com o coração em paz, prontos para um novo dia.

* Esqueci de dizer que à tarde, ela e a avó deram banana para os micos.


Domingo - Passeio no Zoológico e Volta para Casa

De manhã o sol apareceu e nós decidimos dar um passeio no Jardim Zoológico. Foi muito divertido! Fomos minha mãe, irmã, M., Beatriz e eu. O mais engraçado é que os bichos que a Beatriz mais gostou de ver foram... Os Cavalos e As Galinhas (bichos que ela está cansada de conhecer, acho que também foi por causa disso)!!! Até disse uma pequena frase quando nós quisemos desgrudá-la da grade para ver outros bichos: "Aqui tá bom!". Tivemos que pegá-la no colo, pois ela queria morar na grade onde estavam os pocotós e as cocós (cavalos e galinhas). Depois de muito passear, ver bichos fofos como a girafa e o tigre, nos despedimos da vovó e da dindinha e viemos para casa.

Agora ela está aqui fazendo muita bagunça, como sempre...

* Hoje antes de irmos para o zôo, ela deu uma voltinha de moto com a dindinha. Não sei quem ficou mais feliz... :)



* Depois que tirei a foto, sentei atrás dela para darmos a voltinha de 2 minutos.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Pais Caretas, Filha Radical

O M. não gosta de motos, eu até gosto, mas sou medroooosa... E para nossa surpresa, a Beatriz é uma menininha "apaixonada" por motos. A dindinha dela comprou uma moto e só fala nisso, então como a dindinha é a paixão dela... sempre que a Beatriz vê moto, é a "moto da didina Éca" (moto da dindinha Erika). Esse dias ela foi a uma loja com a vó e ficou louca com aquelas motinhas a bateria.

Estamos pensando em fazer uma surpresa de Natal e fomos a um studio tirar uma foto dela. Chegando lá ela ficou toda tímida e queria ficar o tempo todo com a Beth (eu, a mãe). Até que eu vi que tinha uma moto junto com outros brinquedos. Quando eu perguntei se ela queria tirar foto na moto e a mostrei para ela... O carrapatinho desgrudou e ficou numa felicidade sem fim, apontava pra moto, dava gritinho, falava da dindinha... Tiramos umas fotos muito bonitas (tá eu sou coruuuuja...) e escolhemos 2. Eu queria todas, mas eram bem carinhas.

A Beatriz convida os amiguinhos blogueiros para um passeio de moto, principalmente o Piratinha, que eu sei que também é motoqueiro. :)


"SHUT UP AND DRIVE..."

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Meu Nome é Mamãe!!!!!!!!

Será que alguém poderia dizer para minha filha que para ela o meu nome é "mamãe"? Ultimamente ela só tem me chamado de Beth!!! Não adianta, eu falo: "Não é Beth, é Mamãe!". Mas ela começa a rir e fala: "Oi Béthi!"

* É óbvio que como todas as pessoas que têm blog, eu amo receber comentários e ontem eu recebi um anônimo, o primeiro... Na hora que vi no meu e-mail "anônimo", senti um frio na barriga... Será que é alguém me xingando? Porque pela experiência que tenho visitando nossos blogs amigos, os comentários anônimos são sempre "feios", "maldosos", mas quando li fiquei tão feliz... Aqui na nossa casa, até os anônimos são bonitinhos e bonzinhos. Obrigada e volte sempre.

:)

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

1º Tombo

Neste final de semana a Beatriz levou o 1º tombo sério: caiu com o rosto no chão... Eu estava dentro de casa e ela estava no quintal com o avô M. (o papai M. e a avó I. também estavam do lado de fora conversando). Estava eu assistindo televisão, de repente, ouvi os gritos e o choro sentido dela, saí correndo e quando cheguei estavam o pai, o avô e a avó tentando acalmá-la e ela chorando, chorando, com a testa, a boca e o nariz vermelhos. Peguei minha pequena no colo e entrei com ela, peguei gelo, mas ela não deixou colocar, aí lembrei dos tempos em que trabalhava na creche: "milagrosa arnica" (curava tudo, de mordidas a hematomas causados por tombos e afins). Pedi para o M. ir comprar, ele estava tão atordoado que esqueceu que do lado de casa tem uma farmácia e já ia tirar o carro da garagem... Quando ele voltou, passei um pouco de gel na testinha dela, e ela que adora um remédio, rapidinho esqueceu do tombo e quis espalhar arnica pelo corpo todo...

Na hora do tombo ela estava com o avô, que tem a maior das boas vontades, mas é totalmente sem jeito. Ele disse que a chamou para pegar acerola, ela soltou da mão dele, e no ressaltinho do quintal... puft! Caiu com o rosto no chão. Depois que o meu susto e o dela passaram, fiquei com pena do avô... Ele ficou tão, tão nervoso... Depois disse que quase passou mal... tadinho, até porque ele é meio sem jeito mesmo, todo grandão, meio brutão...

Do tombo não ficaram muitas "seqüelas", só um machucadinho na boca, mas ela pegou gripe do pai e tem andado com o nariz escorrendo, chatisse, mas ainda bem que é uma gripezinha leve, nem com chiado ela está.

Agora, pirracenta... ai, ai, ai, tá daquelas que sentam e ficam arrastando as pernas no chão. Confesso que não sei como agir, há dias estou com mais paciência, outros com menos... complicado. A Beatriz é um amor, um amorzinho mesmo, carinhosa, gosta de abraçar, é bem obediente, mas quando cisma de fazer pirraça... ninguém merece.

Filha, eu te amo muito, muito mesmo, mas quando você faz pirraça, deixa a mamãe maluquinha...

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Beatriz Winehouse

Não sei por quê, vira e mexe me pego cantando o refrão de "Rehab" aqui em casa. E quando começo, a Beatriz acompanha "Nô, nô, nô"...

Hoje estava tentando dar um jeito nas unhas e pedi para o M. trocar a fralda dela. Daqui a pouco vem ele do quarto reclamando:

- Beth, a Beatriz não quer trocar a fralda, não!

Antes de eu responder que ela "não tinha querer", vem ela atrás dele:

- Nô! Nô! Nô!

Eu olhei pra ela e perguntei:

- Você tá cantando?

Ela olhou para mim com cara de sem vergonha e riu.

Agora o pai tá cantando.

"Eu falei pra Beatriz trocar a fralda e ela disse nou, nou, nou".

Sei que foi meio sem querer da parte dela e que essa cena provavelmente não se repetirá, mas foi muito engraçado!

Pirraças das "Brabas" (Sono Malvado)

A Beatriz cismou que não quer dormir mais. Ela que sempre tirava um cochilinho depois do almoço, decidiu que a vida dela agora é brincar! Brincar! Brincar sem parar! E o resultado é que quando dá 6, 7 da noite, hora de jantar, ela está caindo de sono e aí, eu é que não posso deixá-la dormir...

Ela janta, brinca mais um pouco e na hora de tomar banho começa o espetáculo da pirraça: quando começo a tirar a roupa dela, ela chora e grita como se estivesse levando a maior surra de todos os tempos, para colocar na banheira, o M. e eu temos que segurá-la porque ela bate as pernas, arqueia as costas... Só que eu não consigo não rir disso. Eu sei que é pirraça, que é por causa do sono, ou seja, não é dor nem nada. Então eu morro de rir, ainda mais porque ela faz umas caras e bocas muito engraçadas... O pai fica bravo comigo, mas é mais forte que eu. Não consigo me controlar...

Só que ontem ela fez o pior: vomitou de tanto chorar... Aí eu tive que me conter e falar sério com ela. Enquanto ensaboava, ia conversando com ela, falando que era feio fazer pirraça, que a mamãe entendia que ela estava com sono, mas que tinha tentado dormir com ela várias vezes à tarde e ela não quis... que ia contar para dindinha e para as vovós que ela tava fazendo pirraça feia, e ela escutava quietinha, repetindo: "vovó", "didia"... E quando terminei de enxaguá-la e pensávamos que ela já estava mais "calma", falamos que estava na hora de mamar e dormir e fomos tirá-la da banheira... Começou tuuuudo de novo, chorou, gritou, porque não queria sair do banho...

Assim eu não agüento, primeiro não quer entrar no banho, depois não quer sair... Ah, o sono... Agora já decidi. Não vou mais deixá-la dormir até às 10h, para ver se à tarde ela fica com sono e volta a tirar a sonequinha. Geralmente ela acorda 7:30h/8:00h, mama e dorme de novo até 10:00h/10:30h. Hoje ela acordou 8:20h, mamou e ficou choramingando falando "mimi", "mimi". Eu deixei que ela pegasse a chupeta e deitasse, mas fiquei conversando com ela, até que ela despertou e agora foi passear na praça com a avó.

Look Perua (Pirosa)

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Solidariedade e Participação

Infelizmente, as chuvas brutais que caíram nos últimos dias fizeram muitas vítimas, principalmente lá em Santa Catarina. Pessoas mortas, desaparecidas, muitas pessoas perderam suas casas e não têm para onde ir. Triste, triste, triste demais.

A Defesa Civil de Santa Catarina tem um site onde há informações sobre essa infeliz ocorrência. Inclusive um link para quem quiser e puder fazer qualquer (dinheiro, medicamentos, alimentos, roupas...) tipo de doação. Para informações sobre doações em dinheiro, há o número 0800 482 020. No site diz que as doações já chegaram a 7,8 milhões. Parece muito, mas infelizmente há muitas pessoas desabrigadas e desalojadas...

Aqui no RJ, principalmente em Campos, também há muitas pessoas precisando de "ajuda" por conta das chuvas, mas não encontrei informações sobre como ajudar.

Acredito que qualquer ajuda seja de grande valia, afinal, de pouquinho em pouquinho se faz um montão. É como naquela estória em que há um incêncio na floresta e um passarinho sozinho carrega água de gotinha em gotinha para tentar apagar e quando disseram para ele que daquela forma ele não conseguiria, ele respondeu que talvez não conseguisse mesmo, mas que estava fazendo o possível, e que se cada um fizesse o possível também, seria mais fácil salvar a floresta.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

29.11 - Dia Especial!

Há 2 anos atrás:




Hoje. Minha Pequena com 1 ano e 4 meses! Obrigada por Tudo Papai do Céu! :)

* O dia 29/11/2006 foi um dos dias mais felizes da minha vida, principalmente quando me dei conta que estava grávida mesmo! Depois que liguei para o laboratório e para minha médica perguntando se 263,10 era positivo (o que não me impediu de fazer um teste de farmácia no dia seguinte). E quando cheguei em casa e mostrei o exame para o M. e ele ficou muito emocionado com os olhos cheios de lágrimas...

* Quando estava grávida, fiz um caderno (ainda não tinha coragem para fazer um blog). Tem muitas coisas legais que escrevi sobre como me sentia com ela na barriga (muito feliz, óbvio). E logo nas primeiras folhas tem os dois testes, o de sangue, e o de urina para comprovar que eu realmente estava grávida. Ficamos 6 meses tentando, e nesse tempo fiz inúmeros testes de farmácia que só davam negativo, negativo! Então pensava que quando visse as duas risquinhas rosa no teste da farmácia, era porque eu realmente estava grávida.

* A nossa árvore já está mais enfeitada, depois de muito trabalho do tipo: eu colocava a bolinha, ela tirava...

* Querido Papai Noel, a minha pequena merece um presente muito bonito, porque além dela ser uma boa menina para a mamãe e para o papai, ela ainda te dá comidinha. :)

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Hipérboles Verdadeiras

Das Coisas Mais Engraçadas do Mundo:
Ontem fomos a um Mc Donald's de beira de estrada que mais parecia uma peixaria de tantas moscas que voavam pelo recinto. O pai, a avó I. e eu tínhamos que ficar espantando os insetos mais sujos do mundo o tempo todo. A Beatriz que não é nada parecida com uma macaquinha de imitação, logo aprendeu. Enquanto comia as babatinhas, sacudia os braços e falava: "Xaaai Múca! Xaaai Múca!", mas teve uma hora que ela se irritou e deu um gritão: "XAAAAIIII MÚÚÚÚCA!!!". O Mc Donald's parou para rir dela...

Das Piores Coisas do Mundo:
Ver a minha pequena com prisão de ventre... Putz! Que horrível! A noite anterior foi péssima, com ela se contorcendo e chorando e eu pensando que era por causa dos dentes. Ontem ela tentou fazer cocô 3 vezes, e todas as vezes chorou muito, fiz massagem, mas quando começava a sair, doía muito e ela fazia força para voltar, ou seja, ainda temos mais um pouco de sofrimento a caminho... Já dei abóbora e mamão, e espero que a minha pequena consiga fazer logo esse cocoznho malvado...

Das Melhores Coisas do Mundo
- Estar em pé do lado da cama e ela vir em minha direção, ficar em pé, esticar os braços em direção ao meu pesoço e falar: "Báchu" (abraço). Um carinho assim, do nada, é tããããão bom...
- É ter amigos. K., obrigada por ter se lembrado e se preocupado comigo. Ter amigos que ficam horas no telefone com você e por mais que você tente disfarçar, percebem que há algo errado.
- É ter um marido que tem a maior paciência do mundo quando a TPM ataca (esse mês tá F***).

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Coisas Dela

"Adultinha"
Agora ela está com mania de me chamar de "Beth"...

"Dentes"
3 caninos malvados rompendo ao mesmo tempo. Graças a Deus não há febre, nem assaduras, mas as noites estão difíceis. Chora dormindo, acorda milhões de vezes durante a noite chorando e dizendo "denti".

"Sonhos"
Também sonha muito, outro dia dormindo, gritou: "Didia! Didia! Éca!" (Dindinha! Dindinha! Erika!).

"Medidas"
Cresceu (muito), hoje mede 79cm, mas emagreceu, pesa 10,8kg.

"Carrapatinho"
A cada dia que passa fica mais grudada comigo. É ótimo, mas também tem um lado ruim, porque à noite, por exemplo, ela só dorme se for comigo. A coloco para dormir, e vou fazer algumas coisas, tipo tomar banho, fazer o jantar, e se ela acorda, não fica com o pai de jeito nenhum, tenho que colocá-la para dormir de novo e tudo se atrasa.

"Engraçada"
Tá demais! Muito engraçada mesmo! Já faz algumas gracinhas propositalmente e faz cada careta...

"Companheira"
Costumo dizer que na família não há ninguém que me acompanhe quando o assunto é "devorar pizza" (a não ser o dindinho), mas descobri que a minha pequena adora "pissa". Por enquanto ela só come as bordinhas, mas já prevejo um futuro de rodízios para mãe e filha ogras!!!

"Amor"
É a minha amada, o meu amor por ela aumenta a cada minuto, a cada sorriso, a cada suspirinho que ela dá enquanto dorme.

* Passamos este final de semana na casa da Vovó M., foi muito bom! Ela viu o mico, brincou de pula-pula na cama da minha irmã, teve todas as vontades feitas. E o melhor, é que eu fiz um exercício ótimo. Subi e desci os quase 400 degraus com uma caneleira de 5,5kg em cada perna (ou melhor, quase 11kg no colo), o pai carrega as malas...

MOMENTO PIZZA

terça-feira, 18 de novembro de 2008

3 Anos

"Pessoas que dizem que tudo que é bom não dura muito tempo, são pessoas que nunca fizeram ou tiveram algo importante."

"Nós já sabíamos, mas deixamos a sina guiar a sorte. Vejo a minha história com a dele comungar."

(Inspirada por Madonna e O Rappa)


***E o melhor de tudo é ainda me sentir "Dangerously in Love" por ele depois de todo esse tempo (são 3 de casados, mas 14 de "Amor infinito")

domingo, 16 de novembro de 2008

Sobre Vacinas e Remédios

Na semana passada levamos a Beatriz para tomar vacina (Meningocócica), e foi engraçada a atitude dela "tal mãe, tal filha". Eu não tenho medo de agulhas, sempre que fico doente e o médico receita algo, pergunto se tem em versão injetável, porque geralmente os remédios assim fazem efeito mais rápido, além de ter 4 tatuagens e 2 (na verdade 1) piercing.

Sempre que vamos dar vacina nela, já vou conversando de casa, digo que é para ela não ficar dodói, que é melhor tomar uma vacininha do que depois ter que tomar um montão, que vai doer um pouquinho, mas que a mamãe vai estar com ela. Talvez ela ainda não entenda, mas não custa nada mostrar que tomar vacina é importante para a saúde dela.

Chegamos na clínica e ela foi para salinha, ficou no meu colo, a enfermeira pegou a perninha dela e aplicou... Ela deu uma resmungadinha, eu fiz carinho nela e disse: "Viu, pronto! Passou, passou...". A tia da clínica deu uma bola para ela e ela foi mostrar para o pai, que estava no corredor. Ele perguntou para ela: "Filha, você tomou vacina?". E para nossa surpresa, ela disse: "Mais, mais" e saiu me puxando para a salinha de novo... Eu perguntei: "Você quer tomar mais vacina?". Ela: "Té (quero)". A gente começou a rir e eu disse que não precisava mais, que ela já tinha tomado e que já estava muito linda e saudável.

Sobre os remédios, sempre li que os bebês gostam de ter uma rotina, que eles se sentem bem quando sabem o que vai acontecer. Na rotina do almoço da Beatriz, ela almoça, come a sobremesa, toma uma vitamina (que vira e mexe, eu esqueço de dar) e depois a gente deita para ela tirar uma sonequinha. Hoje, depois da sobremesa, eu falei: "Filha, vamos deitar um pouquinho para mimir com a mamãe?". Ela olhou para mim e disse: "Momodo (memédio/remédio)!". Eu fiquei com cara de boba e disse: "Filha! Você é genial! Lembrou a mamãe que tem que tomar o remédio!!!". E ela ficou rindo com uma carinha de sem vergonha. Depois que ela tomou a vitamina, disse: "Mimi, mimi (dormir)!" e começou a fazer carinho na cabeça, que é um gesto que ela faz para demonstrar que quer dormir...

Tá bom, tá bom... Filha, a mamãe confessa: a mamãe é muito coruja (e o pai também), mas você é tão fofa!!!

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Misturinha Boa

Neste final de semana, no mesmo lugar, ouvi uma pessoa dizer que a Beatriz era a minha cara e uma outra pessoa em outro momento, dizer que ela era a cara do M.. E eu amo quando isso acontece, porque ela é realmente uma misturinha nossa. Papai do Céu nos mandou uma pequena com narizinho de batata igual ao meu, e orelhinhas de ponta para fora como as do pai (nossos maiores "defeitos estéticos", que sempre eram motivo de piada, quando falávamos em filhos). Os cílios dela são enormes como os dele, e os cabelos apesar de escuros e cacheados como os meus, são multicoloridos como os dele. A boca, em formato de coração, também é dele, mas a testa, meio arredondada, é igualzinha a minha. O corpinho é meu e dele, pois ambos fomos bebês rechonchudinhos. Da personalidade, ainda não sabemos muito, por enquanto também é como a nossa, ela é calma, amiga (sempre empresta os brinquedos e oferece o que está comendo), não é de bater, e quando o faz meio sem querer e é repreendida, logo faz carinho. É faladora e não é chorona, isso ela não puxou nem de mim nem dele, porque eu sou uma manteiga derretida e o pai é um emotivo nato. É vaidosona e perua como eu. E como toda criança, também tem seus rompantes de pirraça, afinal, ela também é humana, né mamãe?

Ela é nosso amor, causa e conseqüência. E é L IN D A !!!

TE AMO MEU ANJÃO!!!

domingo, 9 de novembro de 2008

Ela é Assim

Ela não pode ver ninguém descalço que logo se encarrega de buscar uns sapatos ou chinelos para a pessoa. O M. sofre, chega em casa cansado de tanto dirigir e tudo o que ele quer é refrescar os pés no piso ultra gelado daqui de casa, mas ela não deixa, assim que ela percebe que o pai está sem os sapatos, ela começa a sua busca: "papato, papato". E quando encontra, os entrega para o pai como se tivesse fazendo a maior boa ação do mundo. Tão responsável...

Outro dia fui dar um "Danoninho" para ela, tirei a tampinha de alumínio e coloquei em um cantinho da janela com a intençõa de jogá-la fora depois que a Dona Pequena tivesse acabado de comer, mas... assim que coloquei a tampinha na janela, ouvi um sonoro: "Ichú!". Pois é, nada de sujar a casa! O que é lixo, tem que ir para o lixo! Tão higiênica...

Ela tem um par de tênis jeans que estava esquecido no guarda-roupa, por já estar ficando apertado. Outro dia, depois de arrumá-la, fui calçar uma sandalinha, mas ela disse" "Teix, Teix". Eu perguntei: "Você quer calçar o tênis?". Ela: "É". Fomos até o guarda-roupa dela, e fui perguntando um a um, qual par ela queria. O jeans foi o último, pois havia muito tempo que ela não usava. Mas era esse que ela queria! Fomos à loja comprar outro par, porque agora ela só quer saber desse tênis! E ela ficou tão feliz, tão sorridente quando chegamos na loja e ela viu um par igualzinho ao que ela estava calçando... Nossa sorte: só tinha um par e do número dela. Tomara que mais pra frente ela se afeiçõe por outro par, porque segundo a vendedora, esse modelo saiu de linha... Tão vaidosona...

E eu amo tanto, tanto, tanto essa Dona Pequena... Minha razão. :)

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Medo

Ultimamente a Beatriz tem demonstrado muito medo por qualquer tipo de barulho, principalmente barulhos de carros e motos. O problema é que nós moramos ao lado de um colégio e de um supermercado, ou seja, pais trazendo e buscando os filhos de carro e caminhões descarregando mercadorias o dia inteiro... E para "melhorar", a bisa dela, que é nossa vizinha, está fazendo obras em casa. Barulho, barulho, barulho...

Não sei mais o que faço, já disse que é o carro do papai, que o carro não pega, que a mamãe está com ela, mas não adianta, a cada vez que passa um carro, ou o pedreiro liga a maldita máquina cortadora de azulejos, ela começa a chorar e gruda em mim, parecendo que quer voltar para barriga.

Espero que seja só uma fase e que passe logo. Tadinha da minha pequena.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Sabores (Tal Mãe, Tal Filha)

Quer ver a Beatriz comer tudinho?
- MACARRÃO! MACARRÃO! MACARRÃO!

Quer ver a Beatriz ficar feliz e lambusada?
- GULOSEIMAS! GULOSEIMAS! GULOSEIMAS!

Quer ver a Beatriz deixar mais da metade da comida no prato?
- OVO! OVO! OVO!

Quer ver a Beatriz não passar da 1ª colher e ainda por cima fazer uma careta engraçadíssima?
- PAPINHA NESTLÉ! PAPINHA NESTLÉ! PAPINHA NESTLÉ!

* Eu amoooo macarrão (com camarão, com carne moída, à carbonara - sem o ovo, com calabresa, macarrão sem nada, ...)! Guloseimas passei a gostar quando estava grávida (chocolate virou um vício, agora já como mais controladamente e só como os que gosto, tipo bombons de fruta)! Odeio ovo, mas tenho que colocar na comida dela, porque sei que faz bem à saúde! Quanto à Papinha Nestlé, já passei da idade, mas já provei e acho a minha comida muito mais gostosa...

domingo, 2 de novembro de 2008

Outro Blog

Agora também estou aqui.

6ª feira Bonita

Durante a semana o M. pergunta: "E aí? Pronta para cair na estrada?". E eu: "Por que, vai comprar meu carro?". E ele: "Não, estava pensando em ir à Aparecida na 6ª.". Respondi: "Claro que estou pronta!". E assim começou a nossa viagem.

Na 6ª, minha irmã chegou aqui cedinho (coitada, teve que levantar às 6h da manhã, estando de férias). E fomos nós para Aparecida: Papai, Mamãe, Neném e Dindinha. Foi um passeio bonito, de emoção, de fé, de gratidão (e diversão). O M. é devoto de Nossa Senhora Aparecida. Eu não tenho devoção por Santo ou Santa, mas fiquei muitíssimo emocionada naquele lugar de paz. Parar para pensar em quanto a nossa vida é abençoada, falar de fé, de crenças. Ver a nossa filha linda lá conosco e sentir a presença de Deus nos nossos corações. Pensar em família. Foi muito bom mesmo!

Nosso passeio também incluiu uma visita a um pequeno aquário. Vimos tubarão, peixe-palhaço (o Nemo, Lindo!), baiacú (tão fofo), peixe-elétrico, tartaruga, sapo e cobra (a cobra, eu não vi, porque tenho pavor! não vejo nem na televisão). Minha pequena demonstrou toda sua coragem fazendo carinho na tartaruga e depois querendo repetir o feito nos tubarões... No final do aquário, tinha uma piscina de bolas e essa foi a parte que ela mais gostou, fez até uma "pequena" pirraça na hora que o M. quis tirá-la, eu nem me meti.

Na volta, como sempre, perdemos a entrada para nossa cidade, e a viagem que duraria 3:30h, atrasou em uma hora. Chegamos em casa exaustos, mas valeu muito a pena.

Muito Obrigada, Papai do Céu!


* Não sei porquê ela inventou que alguns bonecos têm que ajudar o pai dela a dirigir, eu já disse que o papai é bom motorista, mas acho que ela não acredita muito...

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

15 Meses

Parabéns meu amor!!! Que Papai do Céu continue te abençoando muito, muito, muito!!!

Há mais ou menos 4 dias que a minha Princesa Moranguete começou a andar sozinha!!! I'm so, so proud... Ela fica tão engraçada quando a gente quer segurar a mão dela e ela não quer, empurra a nossa mão, coloca as duas mãozinhas no peito pra não dar para nós segurarmos... Ela conquistou isso e agora quer aproveitar e eu quase explodo de orgulho...

O vocabulário está cheinho de palavras novas:

- Papai: papai (a principal, antes era papá, mas agora ela pronuncia o "i" direitinho, e o papai fica todo derretido com o charme do jeitinho dela o chamando).
- Piz: Beatriz
- Didi: dindinha (a minha irmã, vira e mexe, a Beatriz acorda de manhã e a primeira palavra que fala é "didi").
- Dudú: dindinho
- Memedo: memédio (remédio, nunca vi uma criança gostar tanto de tomar remédio, e o pior, o xarope que ela está tomando ultimamente é horrível!!!).
- Baiti: bike (bicicleta, o passeio que o papai adora. Ele que ensinou que bicicleta é "bike").
- Pati: parque (uma pracinha onde ela vai passear diariamente com a avó).
- Barrei: Barney (aquele dinossauro roxo que canta "amo você, você me ama").
- Papato: sapato
- Pepê: pepeta (chupeta)
- Tiita: Talita (prima do M.)
- Carro: carro (ela pronuncia os dois erres direitinho também: car - rro. Muito bonitinho).
- Memém: também
- Bichu: bicho (um gafanhoto de brinquedo que minha irmã deu para ela)
- Datu: gato
- Neneim: neném (como ela se refere a ela mesma, ou como chama as bonecas ou as crianças na rua).
- Bâim: banho
- Peshe: peixe
- Pishi: piscina (qdo vê o biquíni, logo fala bâim ou pishi)
- Mimi: dormir (essa eu acho genial, porque ela pede para dormir. Me surpreende o fato dela ter a noção de que está com sono e que quer dormir)
- Déth: Beth (mas essa ela só fala qdo ouve alguém me chamando)
* A mais falada continua sendo: Mamãe. :)

Esse será um mês de sacrifícios para a minha pequena e para o bolso do papai, são 4 vacinas! Mas depois dessas só terá o reforço da hepatite A, daqui a seis meses e depois só as 4 anos. Que bom!

Minha pequena continua gripada e eu também, chatisse... Mas isso não impediu que fôssemos ao clube no final de semana.


"Ah, se ela soubesse que quando ela passa, o mundo
inteirinho se enche de graça, e fica mais lindo por
causa do amor..."
(Garota de Ipanema/Tom Jobim)

* Update: Esqueci de dizer que o pai anda dizendo por aí que já está na hora de termos outro bebê...

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Para o meu M.

Me diz como devo me sentir, ao perceber que por te amar e conhecer tanto, não tenho dificuldades em saber quando você não está dizendo a verdade. E ao ouvir suas desculpas por ter mentido, descobrir que se acontecesse algo de grave e irreversível, eu jamais teria a certeza por conta de uma tentativa (infeliz) de poupar meu sofrimento...

Afinal, para que somos um então? Senão para vivermos os momentos felizes e sabermos que sempre teremos um ombro amigo e toda força e esforço possíveis nos momentos considerados impossíveis?

Graças a Deus não é *nada demais.

* Tirando o fato da srta. Beatriz estar gripada e cheinha de catarro, mas para isso temos xarope, homeopatia e nebulizações, e se Deus quiser daqui a mais ou menos 1 semaninha, saúde 100% de novo.

* A novidade dela é que agora ela é a responsável pela alimentação do Gordozildo (coitado). O M. coloca a comida no potinho dele, ela pega um punhadinho e ele tem que comer o que está na mão dela!!! Pobre Pretuskinho, ele até tenta, mas na mãozinha pequena dela só cabem 3, 4 grãozinhos, então quando ele fica de saco cheio, vai dar uma voltinha no quintal com a esperança de que ao voltar, ela já tenha entrado em casa. Ser irmão mais velho não é fácil...

"Brindo à casa, brindo à vida, meus amores, minha família"
(Mar de Gente/O Rappa)

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

O que Esperar das Pessoas?

Fomos passar o final de semana em Barra de São João na casa de um amigo, e o que era para ter sido super legal, não foi.

Fomos pensando que íamos à praia e tal, e que a Beatriz iria se divertir muito. E para começar, quando chegamos lá, o tempo estava horrível! No sábado à tarde, a Beatriz começou a dar indícios de que ficaria com febre (mãos e pés super quentes). À noite, realmente ela ficou. Não havia sintomas, só febre...

No domingo, ela ficou super amuada, e queria ficar o tempo inteiro comigo e com o M.. Havia mais 2 crianças na casa, mas nem com elas a Beatriz queria brincar. Apesar de hoje ser feriado, tivemos que vir embora ontem mesmo. Demos carona para um casal de amigos e no caminho, soube que um amigão nosso em uma das inúmeras brigas que teve com a namorada, a agrediu fisicamente. Fiquei chocada e muito decepcionada, porque jamais imaginei que ele fosse capaz disso.

Quando chegamos em casa, a Beatriz melhorou, como num passe de mágica! Brincou, gritou, comeu e mais nada de febre. Começamos a suspeitar que ela estranhou a casa, pois tinha muita, muita gente lá, e toda hora um queria pegá-la no colo, que ela desse beijo... e ela simplesmente se estressou... tão blazè essa minha filha. Mas vamos combinar, tem hora que enche o saco mesmo e ela como não é nada diplomática, quando alguém fala: "Vem no colinho da Tia", "Vem dar um beijinho no Tio". A resposta é sempre um sonoro: "Não!". E não, a minha pequena não é antipática, na verdade, ela é bem sociável, mas tem que chegar com jeitinho. Ela é mais ou menos aquele tipo de pessoa que coloca no perfil do Orkut: "Não adiciono quem não conheço", mas tem mais de 500 amigos.

Outra coisa que acabou com o meu final de semana foi o desfecho do "seqüestro" da menina Eloá. Geralmente não acompanho nada sobre esse tipo de notícia, mas eu tinha muita esperança de que ele a libertaria, infelizmente no final, aconteceu o pior. E isso mexeu muito comigo, de uma forma que eu não esperava... Não sei se foi porque imaginava que ele iria se entregar pacificamente, ou se porque hoje sou mãe, não sei, mas estou muito, muito triste mesmo. Eu, que sou uma pessoa que geralmente tem muita fé na humanidade, hoje sinto muito medo do futuro.

domingo, 12 de outubro de 2008

Coisas de Pai

Em Primeiro, FELIZ DIA DAS CRIANÇAS a todos!!!

Estes dias o M. chegou em casa com um encarte para me mostrar o presente que ele compraria para Beatriz no dia das crianças: uma bonequinha muito bonitinha que vem com banheirinha, chuveirinho, esponjinha e toalha de banho. Eu fiquei feliz por ele ter escolhido um presente tão fofinho pensando nela e se ela iria gostar.

Durante a semana, chega o pai com o brinquedo. Esperar pelo domingo, nada. Ele queria dar no mesmo dia, e deu. Fiquei na sala enquanto ela abria e a carinha dela de alegria era a coisinha mais querida... Fui para cozinha e eles ficaram brincando na sala. De repente ouço o barulho do chuveiro e pensei: "Vou ficar por aqui pela cozinha mesmo... (já sabia que vinha asneira...)."

E como a asneira só tem graça com "platéia", o M. me chama fingindo ser a Beatriz:

"Ô mamãe! Vem me ver dando banho na Aldinha (ele mesmo escolheu o nome)!".

Chego na sala, está Dona Beatriz e o pai dando banho na Aldinha, molhando tudo e mais um pouco, e detalhe, com água gelada!

Eu adoro vê-los brincar, e tal, mas o tempo aqui já não está dos melhores, e a Beatriz ainda nem se curou completamente da gripe! Ainda bem, repito, ainda bem, que Deus protege as crianças e os bêbados...

;)

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Sentimentos

Este final de semana me senti a pior mãe do mundo. De 6ª para sábado a Beatriz começou com uma febrezinha e passou o sábado e o domingo assim (ela já vinha com o nariz escorrendo desde 2ª, mas não apresentava nenhum outro sintoma de gripe). Sendo que no sábado teve o tão esperado show do Rappa: ingressos VIP comprados (e não foram baratos), tínhamos um amigo que só ia se nós fôssemos (pois não tinha como ir sozinho) e minha mãe e a mãe do M. (tenho tanta dificuldade em usar a palavra "sogra"...), se prontificaram (e quase nos expulsaram de casa) a ficar com a Beatriz, e disseram que ligariam se algo acontecesse.

Fomos, com um caminhão de pedras nas costas. Ela estava bem, ativa, brincalhona e comilona, como sempre, só estava com febre, mas a minha culpa era gigantesca... Liguei para casa "n" vezes (coitada da minha mãe...). Se eu disser que não dancei, que não cantei (até "expulsei" a mulher que estava do meu lado, porque a empolgação era muita, mas a voz, horrível. Vcs ouviram no vídeo, né?), que não me diverti, vou estar mentindo. Mas quando o show acabou, senti um alívio por estar voltando para casa.

O pior, além de ter deixado minha Moranguete dódoi em casa, foi ver um carro com 5 meninos e 1 menina, onde o mais velho deles devia ter 20 anos... (depois que virei mãe, parece que nunca fui "jovem")... Foi ver meninos e meninas super jovens fumando baseado atrás de baseado... Ver meninas lindas, arrumadinhas, namorando rapazes horríveis, mal vestidos, estranhos, tudo em nome da "filosofia Rastafari"... Ouvir alguns artistas (o show também foi do Natiruts e Marcelo D2) fazerem apologia explícita, gratuita e descarada ao uso da maconha... Os caras são formadores de opinião!!! E o discurso era tão convincente, que quase saí de lá maconheira! Realmente fiquei chocada e até um pouco triste.

Aqui em casa temos amor, carinho, lealdade, liberdade... Peço a Deus para que todas as vezes, em que no futuro a minha pequena tenha que escolher entre abraçar o mundo ou deixar que ele a abrace, que ela sempre escolha a 1ª opção...

* O mais lindo de tudo, foi no dia seguinte estar sentada na cama com a Beatriz, e conversando com a minha mãe e a mãe do M. sobre o show, e falando que fiquei me sentindo culpada e tal... Aí olhei para a Beatriz e falei: "Filha você perdoa a mamãe?". Ela olhou para mim e me deu um abraço tão gostoso, que acho que ela me desculpou...
** Graças a Deus a Beatriz já está 100% de novo, foi só uma gripezinha, bem pequenininha (ou pode ser o "canino"/"presa" que está vindo por aí. O bumbum também quer ficar um pouquinho assado).
*** Ah! Esqueci de dizer, sobre o post anterior, a Cam's acertou. O erro temporal, é a árvore de Natal no canto esquerdo do vídeo... (Que vergonha...)

Ei Cam's, tá em Tiradentes, né? Deve estar SUPER DIVERTIDO!!! ;) (estou roxa de inveja, que falta que sinto desses passeios tão felizes e nada hipócritas, principalmente os de Minas... O que vale é o torresminho... HAHAHAHA!!!!!)

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

A Lógica do Raciocínio


No cursinho tive uma (única) aula de Raciocínio Lógico, e não entendi "lhufas". Coisas do tipo *"se João é paulista, logo, ele é baiano" dão um nó na minha cabeça. Descobri que prefiro mil vezes tentar entender a lógica do raciocínio da minha pequena enquanto ela brinca.

A cara engraçada que ela faz no final do vídeo surgiu um dia em que, após pentear o cabelo dela e colocar mil "enfeites", falei: "Beatriz, olha para mamãe para eu ver se você está bonita", e do nada ela fez essa cara. E agora, é óbvio, que a gente fica falando isso para ela fazer essa cara engraçada... (tadinha da minha filha...). :)

A Moranguete já dá alguns passos sozinha, principalmente quando não estou por perto. O M. disse que apesar de eu ficar falando por aí que a Beatriz é meio medrosa, na verdade, a medrosa sou eu...

De vez em quando ela ainda tira uns cochilinhos na minha barriga e eu amo!!! Principalmente porque aproveito para cheirar aquela cabecinha (quase sempre suada)... Eu falo que ela é meu carrapatinho. Fica bem com todo mundo, mas se eu tiver por perto, ela gruda em mim. E me dá tantos beijos sem eu esperar... Pergunto para ela qual é o nome dela e ela fala: "Ti". Tão L I N  D A !!! Eu disse para o M. que eu se tem uma coisa que eu tenho certeza, é que eu nasci para ser mãe dessa pimpolhoca.

Quanto ao concurso... Consegui passar, mas minha nota não foi das melhores... O lado "positivo" é que a nota da maioria das pessoas que passou também não é das melhores (estatística da comunidade do concurso no Orkut). A nota máxima era 75, a média está em torno de 52, eu fiz 48, mas estou com muita esperança de que 2 questões sejam anuladas, que se forem, eu vou para 54. O resultado final sairá dia 18/11, dia em que o M. e eu completaremos 3 anos de casados, tomara que ficar bem classificada seja o meu presente da "XX" (lembram dela? Pois é o concurso foi para trabalhar lá - de novo, mas em melhores condições).

* Há uma grande ironia nessa frase...
** Há um erro temporal no vídeo, será que alguém percebeu?


quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Não Tem Preço

Estou na correria e estressadíssima por causa da prova que JÁ é neste domingo.

Eis que, noite destas, depois de muito quebrar minha cabeça com a maldita matemática, fui tomar banho e deixei meu material em cima da cama. No dia seguinte, quando abri meu caderno para mais uma manhã agradável de trigonometria e probabilidades, recebo uma dose extríssima de amor e incentivo:

(Nós te amamos. Temos muito orgulho de você. Ass: M, Beatriz e Kalú)

O professor ensinando os senos e os cosenos, e o meu sorriso parecia o próprio **ângulo de 180º.

É, definitivamente, eu sou uma mulher de sorte. :)

* Volto em breve.

** Esqueci de dizer que o transferidor estava de cabeça para baixo, afinal, eu fiquei assim: :) e não assim: :(

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Coisas de Mãe

Durante o dia eu a vejo brincar, dançar (sim, ela dança, e é tão fofa!), "andar" para cima e para baixo, a ouço falar na sua língua Moranguês, e penso: "Ela já fez 1 aninho, está tão grande, tão esperta...".

Mas hoje à noite, quando a coloquei no meu colo para ela mamar e dormir. E ela mamou em um peito, e quando ele esvaziou, ela olhou para mim sonolenta e disse: "Trrrro" (o outro), e mamou no outro peito, e já terminou de mamar dormindo, e eu coloquei a chupetinha e olhei para ela... pensei: "Como ela ainda é tão bebê, tão dependente de mim..." e senti umas lagriminhas cairem dos olhos, meu coração ficou tão cheinho de um sentimento de amor, de carinho, de gratidão a Deus, que não há palavras que possam expressar como me sinto abençoada. Fiquei com ela no colo, admirando a minha bebê com seus cabelos cacheados e sua carinha de anjo, deu até peninha de colocá-la no berço, queria ficar agarrada com ela, cheirando aquela cabecinha, que tem um cheirinho tão dela, queria ficar para sempre "no carinho" que só a gente tem.

Meu Deus, Muito Obrigada! Eu sou um pessoa muito feliz mesmo por ter recebido essa benção tão "perfeita" que é a minha filha.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

"With You" (Chris Brown)

"Cause if I got you,
I don't need money
I don't need cars
Girl you're my all"


"Every kiss
And every hug
You make me fall
In Love"

Já deve ser a 4ª ou 5ª vez que posto essa música, mas eu gosto tanto dela e a letra diz muito sobre meu amor por essa pequena aí da foto. :)

domingo, 14 de setembro de 2008

Eu e Meus Posts Gigantes

BEATRIZ
A cada dia está mais carinhosa (e eu adoro!). Esses dias quando cheguei do curso, ela veio em minha direção segurando a mão da avó, agarrou minhas pernas e ficou olhando para cima, quando abaixei para pegá-la no colo, ela me abraçou e me deu um beijo. Tão querida a minha filha... E vira e mexe, ela me dá beijinhos sem eu esperar. ♥ ♥ ♥
Em contrapartida, continua a fingir que está chorando (e eu continuo achando graça das caras e bocas que ela faz) quando quer muito alguma coisa. O pai faz as vontades, as avós fazem as vontades, a dindinha faz as vontades e eu fico como a malvada, porque não é tudo que a gente pode, quer e tem que fazer. E ela, como é bem espertinha já sabe quem chantagear, quando quer algo que sabe que não vou dar ou fazer, pede o colo das pessoas que caem na chantagem do miminho...

ESTRANHO DE DIZER, ESTRANHO DE OUVIR

Na semana passada fui ao dermatologista, e enquanto ele preenchia a ficha com os meus dados, perguntou a minha profissão, fiquei muda por alguns segundos. Eu não sabia o que dizer, passei 10 anos da minha vida tendo a profissão na ponta da língua, e naquele momento, me senti muito estranha. O que eu era? Mãe? Esposa? Do Lar (essa é a pior)? Estudante? Acabei dizendo que tenho sido mãe, e acho que ele percebeu o quanto eu tinha ficado sem graça, e perguntou o que eu fazia antes, fez perguntas sobre a Beatriz e blá, blá, blá.

Na 6ª feira fomos a um casamento (o M. e eu, a Beatriz ficou em casa com a minha mãe), que foi bem bonito e tal. O noivo ficou super emocionado, e eu que não sou nada chorona, também chorei imensas vezes (quando a noiva entrou e ele chorou, quando ele dizia os votos, e não conseguiu repetir o que o pastor dizia, por estar muito emocionado, durante uma homenagem que os amigos fizeram...). Mas uma coisa soou estranhíssima aos meus ouvidos, enquanto o pastor realizava o casamento. Ele baseou o "discurso" na premissa que a mulher DEVE ser submissa ao homem, que é o "cabeça" do casamento, do lar. O homem deve amar a esposa, a família e a mulher deve ser submissa a ele. Ele disse isso inúmeras vezes em momentos distintos da cerimônia, e a cada hora que ele dizia isso, me sentia mais incomodada...

Eu nunca quis casar na igreja. Acredito em Deus, tenho muita fé mesmo! Me emociono no casamento das pessoas, mas sempre senti que não era para mim. Não me vejo gastando rios de dinheiro com vestido, festa, e blá, blá, blá, e sinceramente, ainda não fui à uma cerimônia que mostrasse (para mim) o real significado do casamento (para mim). Não critico de forma alguma quem se casou na igreja, porque realmente acredita no que a igreja transmite. As pessoas têm suas crenças, seus valores e no final, até me sinto estranha por não ter esse sonho de casar na igreja... Mas não sou hipócrita, namoramos 11 anos, estamos juntos há 14, somos felizes e acredito sinceramente que Deus está nos abençoando a cada dia. Acho o casamento religioso muito bonito e acho que a Beatriz ficaria um charme de daminha de honra, mas só casarei um dia na igreja se encontrar uma religião verdadeira (para mim). Submissão, ser contra o uso de métodos anticoncepcionais, entre outros, (para mim) não se aplicam à realidade. Acredito sim, em "Amar a Deus sobre todas as coisas", "Honrar Pai e Mãe", "Não Roubar" e "Não Matar".

ELOGIO

Enquanto o dermatologista (o mesmo dali de cima, um velhinho muito simpático) preenchia a ficha, ele perguntou quantos anos eu tinha. Eu respondi: 29. E ele disse: "Quando te perguntarem a idade, você pode dizer 22, 23, que todo mundo vai acreditar." Fofo!

O Verdadeiro (Primeiro) Nome da Lisa Simpson é Elizabeth?

Eu sempre fui muito vaidosa com relação à inteligência. Quer me deixar feliz? Diz que sou inteligente. Desde muito pequena, sempre gostei de tirar as melhores notas e ficava triste quando tirava uma razoável (nota ruim eu nunca tirava, com exceção do ginásio que foi uma fase dark da minha vida). Nerd, de vez em quando me sinto meio Lisa Simpson... E esse concurso está acabando com os meus nervos. São quase 230 mil inscritos para Cadastro de Reserva, as chances são mínimas, mas estou quase "tirando as calças pela cabeça". Há dias em que chego do curso e fico a tarde e a noite inteiras tentando resolver algum problema de matemática que não consegui na aula. E o meu corpo está gritando por um pouco de sanidade. Sinto um cansaço descomunal e dores de cabeça já viraram lugar comum. No fundo não sei se quero que o dia da prova chegue logo para me livrar de tudo isso, ou se quero que demore mais um pouco para eu ter mais tempo para estudar...

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Palavrinhas Novas

Papá - Papai
Nê - Ném (como o pai e eu nos chamamos, e ela quando esquece que somos a mamã e o papá, nos chama de Nê)
Neném - neném (fala sempre que vê um bebê na TV, livro, revista...)
Uvá - uva (suco ou gelatina, podem ser de qualquer sabor, mas para ela todos são de uva)
Idé - I... (apelido da Vovó I.)
Adé - André (um amiguinho que mora na rua da Vovó I)
Lio - Léo (um dos amigos do pai)
Lailalala - Laila (uma cadelinha que mora na Vila da Vovó I.)
Liel - Carlos Daniel (um dos 987 primos que ela tem)
Alô - alô (pega qualquer telefone, coloca na orelha, entorta o pescoço como se fosse para apoiá-lo e fala "Alô", sempre fazendo mil gestos com as mãos)

As três palavras que ela mais fala durante o dia: UgúUgúUgúUgú (é sempre assim repetidamente, e ela não pára de chamá-lo enquanto ele não aparece na porta da sala). Mamã e Papá.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Por que Isso Sempre Acontece?

Após dizer que as noites têm sido boas, só para fugir à regra, a de ontem para hoje foi terrível!!! Beatriz na cama conosco, com o sono agitadíssimo, sentando, deitando, se jogando em cima de nós inúmeras vezes... Estamos feito zumbis...

Tudo Misturado

TEMPO
Odeio ficar "sem tempo", mas é assim que estou e devo ficar por um longo período. Estou estudando para um concurso, que a prova será no final de setembro. E já tem outro em vista, em que a prova deve ser no final de novembro. E eu preciso muito passar (por diversos motivos).

QUANDO O MUNDO VIRTUAL GANHA UM BRILHO REAL
Eu já a acompanhava quando estava grávida, porque me identificava muito com as histórias dela, do S. e do Juba (um gatinho mimado), afinal, aqui éramos o M., o Gordozildo (um cachorrão mimado) e Eu. Depois soube que nossas princesas, por algum motivo, tinham pedido ao Papai do Céu para nos reencontrarem aqui nesse mundo no mesmo dia (29/7/07), e isso aumentou a nossa "afinidade". Já trocamos e-mails, fotinhas, cartinha e Presente (e até um telefonema! Engraçado que falamos o mesmo idioma, mas foi um pouquinho difícil entender o Português de Portugal)! Me identifico muito com o amor, com o carinho e com os valores que leio por . E apesar de não conhecê-los pessoalmente, gosto muito, muito da família "Um, Dois, Três e Um Gato...". E a família da "Barrinha da Beatriz" quer agradecer muito do fundo do coração por todo o carinho que tem vindo láááááá de Portugal. Muito Obrigada Mesmo!


BENDITA HOMEOPATIA
A Beatriz já toma homeopatia para prevenir brônquite desde a vez em que ela teve uma "gripe" muito forte com chiados no peito, e esse é um tratamento em que confio. Há até mais ou menos uma semana atrás, o sono dela estava péssimo! A pediatra já tinha passado uma homeopatia com "passiflora e valeriana" para isso, mas apesar de ter feito a fórmula, relutei um pouco em dar, mesmo com todas as explicações da Dra. M.A. (que a fórmula era para que o sono dela ficasse menos agitado, e não para "dopá-la"). Até que o M. e eu conversamos (MUITO) e resolvemos iniciar esse tratamento, e, realmente, ela ainda se mexe um bocado à noite e até resmunga um pouquinho, mas não acorda naquela agitação de antes. E agora, nossa Moranguete passou a dormir de 22h às 6h, no bercinho dela (ainda no nosso quarto). E como é bom dormir a noite inteira novamente, sabendo que a nossa princesa também dorme tranqüilamente.

SAQUAREMA
Passamos este fim de semana lá, foi muito bom (tirando a parte de ter que dormir no mesmo cômodo que uma pessoa que Roncou a Noite Inteira E Não Me Deixou Dormir!!! O que me deixou um pouco estressada... E essa pessoa não foi o meu M. querido).

* Nas 2 últimas fotinhas, tem mesmo um siri na mão dela (mas o avô M. tirou a põa para não machucá-la, até porque um pouquinho mais tarde, o siri foi para panela...)

Fico triste por não conseguir registrar todas as gracinhas que a Beatriz tem feito ultimamente e como anda o desenvolvimento dela, mas está realmente difícil ter um tempinho para vir aqui. :(

Mas ela está fofa, esperta, linda e sem vergonha! Continua chorando e fazendo biquinhos quando quer alguma coisa e a gente não faz ou não dá. Ainda não anda sozinha, só segurando na mão de alguém. Ah, sim! Já fala: "Papá" (com uma vozinha tão doce, que o pai a deixa controlar o mundo dele). Continua louca pelo Kalú, pelo papá e por mim ;) (e pela Dindinha Erika), e nós, mais que apaixonados por ela! :).

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Na "Casa" da Vovó M. e da Dindinha Erika

Passamos este final de semana na "casa" da minha mãe e da minha irmã. E apesar da chuva, foi muito legal!

Minha mãe mostrou seu lado vó coruja, ligando para quase todos os vizinhos para avisar que a Beatriz estava lá, para que eles fossem vê-la. Minha irmã, como sempre, fez todas as vontades da Beatriz. O que resultou numa manha na hora de dormir, pois ela ainda queria brincar às 23h... E ficou chamando a minha irmã ("Cá", "Cà") e fazendo biquinho de choro, enquanto minha irmã não entrou no quarto ela não sossegou. Aí a Erika ficou fazendo carinho nela enquanto ela mamava, só então ela dormiu.

Um dos vizinhos da minha mãe cedeu o apartamento dele que está em obras e vazio, para nós fazermos churrasco... E ainda conseguimos ver um miquinho comendo banana na janela da minha mãe (muito fofo!). Foi um fim de semana muito bom, a única coisa que me deixou destruída foi ter que subir (quando chegamos) e descer (ao irmos embora) os quase 390 degraus de escada no prédio que minha mãe mora (são 14, ela mora no último e não há elevador, escada rolante, nem teleférico) com a Beatriz no colo, minhas pernas ainda doem... Ah, sim, o M. teve que carregar a bolsa com as nossas coisas.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Kalú, de novo?

Apesar dele comer ração, ele ama "comida de gente". E nós, para agradá-lo, caímos na asneira de, sempre que a Beatriz deixava um pouquinho de comida, colocar no potinho dele e dizer: "Ah, a Beatriz não quer comer tudo? Então vamos dar esse pouquinho para o Gordo...". Resultado, agora, quando ainda está na metade da comida ela fica falando: "Ugú! Ugú!" e apontando para a porta, para nós colocarmos a comida dela no potinho dele. Como convencê-la de que ele não quer, que ela tem que comer tudo e blá, blá, blá? E faz pirraça e finge que chora, até nos ver colocando a comida dela para ele. É claro que ele fica feliz da vida e eu sem saber o que fazer para ela entender que ela tem que comer tudo.

Mas como ela não é boba nem nada, a sobremesa ela não divide. ;)

domingo, 24 de agosto de 2008

Sobre Ela

* IRRESISTÍVEL
É o que ela é! Agora só quer saber de andar o tempo inteiro, mas como ainda não anda sozinha, nossas colunas ficam despedaçadas. Tem hora que para distraí-la, sento na cama com ela e pego inúmeros brinquedos, ela brinca 5min, 10 min. e lembra que quer andar. Vem para o meu colo, já se enroscando e pega a minha mão, encaixando o dedinho do jeito que a gente segura para ela andar. Eu pergunto: "O que vc quer, filha?". Ela aponta para o chão e diz, com aquele jeitinho todo irresistível: "*Cá!". Eu pergunto: "Vc quer andar?". Ela começa a rir e a dançar. Tem como não destruir a coluna por essa menina tão dengosa?

* NOVA "PALAVRA"

Tudo que ela gosta de comer e/ou beber é "PÁ". Estamos sentadas brincando, ela vem e começa a puxar a minha blusa e a apertar o meu peito. Eu pergunto: "O que vc quer, amor?". E ela: "Pá!". Eu pergunto: "Vc quer mamar um pouquinho?". Ela dança, ri e se joga no meu colo. Acaba de almoçar e aponta para geladeira. Pergunto: "O que vc quer?" Ela: "Pá!". Pergunto: "Vc quer sobremesa?". Ela ri e começa a dançar. Está brincando de abrir e fechar a porta do armário da cozinha com o M.. Vê o biscoito ou a caixinha do "suco", e começa: "Pá!" O pai pergunta: "O que vc quer, neném?". E ela aponta para o que quer, ri e dança. E todos esses "Pás!" com uma dose extra de charme. Se ela fala "Pá!" e a gente pergunta se ela quer algo que ela não quer, por exemplo, ela quer biscoito e a gente pergunta se ela quer a boneca, ela sacode a cabeça fazendo "Não!".

* NOSSA ATLETA

Hoje o M. estava brincando com ela de andar e ela começou a querer correr. Quando chegaram na cozinha ele perguntou: "Filha, vc vai correr nas Olimpíadas?". Ela veio para a sala e pegou uma medalha do M. (dos tempos que ele jogava futebol) que estava dentro de uma cestinha no rack. Ele e eu ficamos boquiabertos. Foi muito estranho...

* A PAIXÃO PELO KALÚ

Ele fica no quintal e ela brincando na sala. Toda vez que o vidro da porta está aberto, ele fica sentadinho perto da porta. E ela fica o tempo inteiro: "Ugú! Ugú!". E quer fazer carinho nele, e dar brinquedos para ele, quer mostrar tudo para ele, aperta os brinquedos que tocam música e dança para ele ver... E ele, como sempre, nem aí pra ela. Só liga mesmo, quando eu pego um ossinho e falo para ela dar para ele. Ele é o único que Ainda não se derrete por ela... E ela é louca por ele. :)

* "Cá" é uma "palavra" que ela usa muito: serve para "vem cá", "andar" "carinho", "carro", "bicicleta" (depende do contexto) ;)

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Olimpíadas - Era disso que Eu Estava Falando

Hoje a Maurren Maggi conquistou a medalha de ouro e eu fiquei feliz, muito feliz por ela. Força de vontade, garra, dedicação e consciência da própria capacidade. Ela teve destaque em 1999, quando ganhou ouro no Pan de Winnipeg, um tempo depois foi pega no dopping (alegou que usou uma substância por "vaidade"), foi punida com 2 anos de suspensão. Teve uma bebê, a Sofia, e disse que a partir daquele momento priorizaria a família. Há pouco tempo decidiu voltar a treinar, e em maio deste ano deu uma entrevista dizendo que precisaria alcançar a marca de no mínimo 7 metros (salto) para ganhar uma medalha, e que se conseguisse alcançar 7,10m ganharia o ouro.

Ela sabia do que precisava para conquistar o objetivo. Treinou! Se dedicou! E CONSEGUIU!!! Era disso que eu estava falando... Parabéns à ela pela medalha!

*E parabéns pelo corpo, "P-E-R-F-E-I-T-O"!!!
* O engraçado é que quando ela falou que tinha conquistado a medalha de ouro para a filhinha (pelo telefone), a menina disse que queria a de prata...

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

É por Isso que não Ligo a Mínima

Hoje perdi 15 minutos do meu precioso tempo assistindo ao 2º tempo da prorrogação do futebol feminino (Brasil X EUA). Para quê? Para vê-las nadar, nadar e morrer na praia. E ainda tem gente que diz, mas elas jogaram melhor, mereceram ganhar... E daí? Mereceram, mas não ganharam. No futebol ganha quem faz mais gols, no basquete mais cestas, no vôlei mais pontos, na natação quem chega mais rápido e por aí vai. O que adianta jogar bem? O objetivo é esse? Não! O objetivo é fazer gols!

Isso é que dá ir contra os meus "príncipios". Eu não gosto de assistir à Olimpíadas, Copas, Campeonatos e afins... É sempre a mesma coisa... O cara, ou a mulher, ou a equipe treinam, treinam, treinam (E SÓ FAZEM ISSO AO LONGO DA VIDA), chegam na final (quase sempre como favoritos) e na hora de mostrar porquê treinaram tanto, e na maioria das vezes, foram bem remunerados para tal, conseguem perder a disputa! Ah, faça-me o favor...

Desculpa, mas não tem desculpa!

* Parabéns ao César Cielo e só! Parabéns pelas medalhas e por ter cortado o cabelo, ficou bem melhor careca. ;)

domingo, 17 de agosto de 2008

Eu já disse aqui que ela é Carinhosa e Beijoqueira?!?!?

Está ela brincando de andar/correr com minha irmã (segurando os bracinhos dela), e eu no computador. De repente, ela vem "andando", se apóia na cadeira que estou sentada e me dá um beijinho no braço. Ô FILHA, EU TE AMO TANTO MEU ANJINHO MORENO!!!

And The Oscar Goes To...

Beatriz, a minha "Dakota Fanning", a minha "Pequena Miss Sunshine", isso mesmo, o Oscar vai para a minha tão famosa Moranguete.

A novidade é que, agora quando ela quer muito, muito, muito, alguma coisa como por exemplo, mamar pela 3ª vez num intervalo de menos de 20 minutos (sendo que os dois peitos já estão vazios), ela finge (FINGE) que está chorando... Faz uma careta com um bico muito engraçado e fica fingindo que está chorando: "uááá, uááá, uááá". E o que eu faço? Morro de rir, assim como todas as pessoas que presenciam as cenas dignas de Oscar.

Assim que eu conseguir tirar uma foto ou filmar, coloco aqui, porque acho que até ela vai achar engraçado daqui a alguns aninhos...

* Ô Filha, quem te ensinou isso, hein?

sábado, 16 de agosto de 2008

Cumplicidade de Pai e Filha

Eu sempre soube que o M. seria um pai excelente, e não me enganei. Ele é "O Pai". Desde que eu estava grávida que ele tem uma ligação gicantesca com ela. Ele me ajuda, inventa mil e uma brincadeiras, do tipo "avião", "balanço", "cabum", fica imitando um sapo mesmo com o joelho todo "ferrado" e ontem realizou um dos grandes sonhos que tinha quando ela ainda estava na barriga: passeou com ela de bicicleta. Não sei quem estava mais "bobo", ele ou ela...

E ontem também, a Beatriz me mostrou que a cumplicidade entre ela e o pai aumenta a cada dia. Já faz um tempinho que ela não come toda a comida, sempre deixa 2 ou 3 colheres, já pensando na sobremesa. Ontem tinha uma pilha de louça para lavar e eu pedi para o M. dar o jantar para ela enquanto eu lavava. Está ela jantando com o pai, de repente pega a colher da mão dele para comer sozinha, eu dei outra colher para ele e ela ficou comendo com o pai e "sozinha", de repente eu olhei para o prato e estava VAZIO!!! A malandreca tinha comido tudinho!!! E ainda ficou procurando mais comida! Eu que tomo conta dela o dia inteiro, faço mil palhaçadas, tento fazer a comida mais gostosa do mundo, e ela sempre faz um charme e não come tudo. Agora, no dia que o pai que dá a comida, além dela querer mostrar que já é "mocinha" comendo sozinha, ainda raspa o prato!

Eu mereço... ;)

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Malandreca

A Beatriz está ficando uma malandrinha... Ela agora quando quer fazer algo que a gente "não deixa", tenta tirar nossa atenção do foco para continuar fazendo "besteiras".

O M. estava me contando que ontem, quando ela estava guardando o carro na garagem com ele, depois que ele estacionou, ela não queria sair do carro. E ele tentando tirá-la do banco: "Vamos, Filha. A gente já guardou o carro...". E tentava pegá-la no colo. Ela tirava a mão dele, fazia um som do tipo "nahn, nahn!", e apontava para a marcha e começava a dançar. E ele: "Vamos Beatriz, está calor aqui dentro...". E ela tirava a mão dele e: "nahn, nahn!", apontava para o volante e começava a dançar... Depois de mais algumas tentativas e mais algumas danças, o pai teve que pegá-la no colo sem mais "explicações". A sorte é que ela é boazinha e não fez pirraça.

* Ela tenta, "se colar, colou"

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

:************

Há uma coisa que eu faço infinitas vezes durante o dia, porque é impossível olhar para as bochechas gordas ou para as dobrinhas dela e resistir, então eu a encho de beijos, muitos, muitos, muitos. Perco a conta de quantos ataques de beijo dou durante o dia. E o resultado é que ela está virando uma beijoqueira de 1ª! Dá beijo nas bonecas, nos brinquedos, no celular, manda beijo para as pessoas na rua... E há umas noites atrás, descobrimos que há uma nova modalidade para os ataques, "O Sonâmbulo".

Madrugada, a Beatriz começa a se sacudir e eu acordo (ela ainda dorme na cama conosco), de repente ela *senta, cospe a chupeta longe e começa a mandar beijos, muitos mesmo! E eu tentava colocar a chupeta para ver se ela deitava de novo, mas nada, ela queria mandar beijos!!! Até que ela se "acalmou", aceitou a chupeta, deitou e voltou a ter os sonhos tranqüilos...

* Tudo isso dormindo...

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Aniversário do Meu Pai

Hoje, 11 de agosto, 1 dia depois do Dia dos Pais, meu pai está comemorando seu 58º aninho de vida!!! Muitos Parabéns Pai!!!

Um pouquinho antes da festa da Beatriz, fui à casa da minha tia, que fez o vestidinho de Moranguinho, para ela tirar as medidas da Beatriz. Quando tirei a blusinha da minha Moranguete para minha tia medi-la, fiquei brincando: "Olha a peitoquinha dela que fofa! Olha que barriguinha gostosa...". Aí a minha tia falou: "Ih, já vi que você é igualzinha ao seu pai!". E eu perguntei: "Igual ao meu pai? Como assim?". E ela disse: "Seu pai que era assim quando você e sua irmã eram pequenas, todo babão, com essas brincadeirinhas... Ele vivia inventando essas gracinhas com vocês, falando com voz engraçada...". E eu fiquei super feliz! É verdade, meu pai era assim e até hoje, sempre que ele liga para mim ou para minha irmã, assim que a gente atende o telefone ele diz: "É a mais bonita do papai?". :)

O meu pai, mesmo morando longe, as vezes me dá trabalho, e as vezes me enche de preocupação. Mas eu o amo muito, e sou uma pessoa feliz, porque sei que ele sempre fez de tudo para que minha irmã e eu fôssemos felizes. Ele tinha mesmo essas brincadeiras de falar com vozes engraçadas, nos levava para pescar, íamos muito à praia, via desenho com a gente (até hoje ele ama o Pica-Pau e sempre que vem aqui em casa faz "Bife do Pântano"). Ele é uma pessoa super querida, tanto que as 3 netas da atual esposa dele o chamam de vovô, e a netinha mais nova dela tem o nome de Luíza em homenagem a ele (Luiz).

E hoje é aniversário dele, do meu pai. Que Papai do Céu o abençõe muito, que o dê muita saúde, alegrias e juízo (porque ele, assim como minha irmã, as vezes precisa de uma dose extra).

Lulú, Te amo!!!

Eu (e Beatriz na barriga com 5 meses), Meu Pai e Minha Irmã

(Vitória/ES - abr/2007)

10 de Agosto - Dia dos Pais (atrasado)

Ai, ai, que filha desnaturada que eu sou... Ontem foi Dia dos Pais e eu nem para escrever um postzinho... O tempo está escasso, o dia de ontem foi super corrido, fomos a 2 festinhas de aniversário e não tive tempo. Mas confesso que estou chateada comigo mesmo, poderia ter escrito antecipadamente (shame on me).

Quero muito parabenizar a todos os papais pelo dia, que todos tenham tido dias felizes, perto ou longe dos seus filhos. O meu pai está longe (mora em ES), mas eu quero que ele saiba que eu o amo muito e sou muito feliz por ser filha dele. E ao M., meu amor, pai da minha filha (e do Gordo), também queremos dizer que o amamos muito.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

PARABÉNS DINDINHA!!!

E hoje é o aniversário da 3ª, mas não menos importante, Mulher da Minha Vida. Hoje é o aniversário da minha irmã!

Quero desejar tudo, tudo, tudo de melhor para ela. Que ela tenha muita saúde, que consiga encontrar um amor de verdade e que ela seja muito feliz! Ah, e muito juízo também!

A minha irmã é um dos melhores presentes que minha mãe e meu pai me deram. Apesar de nós sermos muito diferentes (muito mesmo), ela é e sempre foi uma grande amiga! Nós nunca fomos de brigar, mas lembro que quando éramos pequenas e tínhamos algum desentendimento maior e sobravam uns tapinhas, sempre uma chorava porque tinha se machucado e depois a outra chorava junto pedindo um milhão de desculpas... A minha irmã é uma menina muito amável, muito carinhosa, quase sempre que a gente se fala no telefone, antes de desligar ela fala: "Amo vocês!". E ela é louca, louca, louca pela Beatriz.

Eu que a princípio só queria ter uma filha, mudei meus pensamentos por causa dela, porque quando realmente parei para pensar, percebi como é bom ter uma irmã como ela. Com certeza, teria mais um milhão de coisas para falar, mas vou terminar dizendo: Erika, Eu Te Amo! Que Papai do Céu te abençõe sempre. É muito bom ter você como irmã!

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

14 Anos: Bodas de Marfim (Bodas de Amor)

Foram 11 anos de namoro morando em cidades diferentes e só nos encontrando nos finais de semana. Foram muitos momentos de amor, paixão, descobertas e felicidades, mas também passamos por muitos momentos de separação, vai e volta, tristezas e até alguma raiva. Hoje, 14 anos depois daquele 1º beijo, posso dizer que somos Felizes, o nosso amor venceu e vence a cada dia. Hoje temos uma família LINDA!!! E eu tenho muito orgulho de nunca termos desistido do nosso amor, de termos lutado para sermos felizes nesse reencontro. Te Amo Infinitamente!!!


* E como hoje é dia de comemorar, quero aproveitar para desejar um Feliz (feliz sempre) Desaniversário para minha amiga Carol, porque eu também adoro comemorar meus desaniversários. ;)

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Prévia (Festinha da Moranguete Moranguinho)

Esse final de semana foi corrido demais por causa da festinha, que foi um sucesso, mas que deixou nossa casa imunda. Para completar o M. ainda viajou a trabalho (mas Graças a Deus já voltou). Nossa sorte é ter grandes amigos. Apesar de não comentar, continuo visitando e acompanhando o desenvolvimento e as "gracinhas" dos nossos amiguinhos(as) (algumas nem tão pequenininhas) blogueiros(as) .

Por enquanto, uma prévia da festinha. Prometo voltar em breve e com mais tempo.

* Foto gentilmente cedida pela amiga K.,

e por falar em vc,

será que dava para enviar o restante das fotos?

Obrigada. :)

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Dentes?

* O dia de ontem foi muito bom. Muitos miminhos, um pouco de incredulidade (1 aninho, já?), um bolo de cenoura com cobertura de chocolate em formato de coração que eu mesma fiz e que ficou perfeito (nem acredito) e muitos, muitos, muitos beijos na minha Moranguete (e ela como sempre, querendo ficar grudada em mim - e Eu Amo!!!).

* Obrigada à todas pelo carinho. Amigas que ligaram, amigas que deixaram mensagens lindas aqui e nos seus blogs, amigos que vieram aqui em casa dar um beijinho nela. Obrigada mesmo. E claro, obrigada ao Papai do Céu pelo primeiro aninho de vida da minha querida Moranguete.

Mas, como nem tudo é perfeito, a Beatriz tem andado meio "enjoadinha". Não quer comer. Às vezes abre uma exceção para um suquinho, geléia (de mocotó), "Danoninho" e um biscoitinho de maisena. Só quer saber de mamar. Comida não come de jeito nenhum, já tentei dar amassada, batida no liqüidificador, e nada. Coloco a colher na boquinha dela e ela faz uma careta como se estivesse comendo a pior coisa do mundo. Está com diarréia, ontem ameaçou ficar assadinha. O nariz está escorrendo, mas tenho quase certeza que não é gripe, às vezes dá umas tossezinhas porque vive com o dedo na boca (enfiando quase na garganta). Sei que temos mais dois dentinhos a caminho (eles sempre vêem em pares :(), mas ela nunca teve problemas por causa deles, só o sono que fica mais agitado, mas isso é "normal". Amanhã vou tentar ir à pediatra (não sei se terá vaga), mas o M. e eu estamos muito apreensivos, eu odeio quando ela fica sem comer (principalmente quando não quer comer nem o que gosta)!

Postado por Beth, mamãe da Beatriz, QUE AGORA JÁ TEM 1 ANINHO!!!

terça-feira, 29 de julho de 2008

1 Aninho da Julita

E hoje também é o aniversário da Julita!!! A Princesinha Julia da mamã Rita está comemorando seu 1º aninho!!! Quis o destino que nossas princesinhas nos reencontrassem no mesmo dia. Dia 29/07/2007, uma data extremamente Linda!!!

A Moranguete e eu, queremos desejar um dia muito Feliz para Julita e para mamã Rita, que é uma pessoa muito, muito, muito querida, muito querida mesmo! Que Papai do Céu continue dando muita saúde, muitas felicidades, muitas coisas boas para Julita, que é uma menina muito da Lindona.

Muitos, muitos, muitos Parabéns, que o dia 29 daí seja muito feliz, com bastante miminhos, bastante diversão e muitas "bolachas Maria". Que Papai do Céu te abençõe Juli.

Feliz Aniversário meu Amor!!!



E hoje é o aniversário da minha Moranguete. O que eu tenho a dizer é que eu sou uma pessoa muito, muito, muito feliz e grata ao Papai do Céu. A Beatriz é o melhor presente que já recebi em toda a minha vida, o amor que sinto por ela é um sentimento que não dá para explicar, é imenso, infinito, me faz sorrir, me faz chorar (de alegria), quando olho para ela e vejo esse sorriso aí da fotinha. Com ela eu vivo os melhores dias da minha vida, dias em que me sinto feliz por ganhar um beijinho, por ouví-la dizer mamã, por ela se jogar no meu colo e se enroscar em mim quando está com sono ou quando quer um miminho. Sentir o cheirinho dela, é tão bom. É um amor que enche meu coração. Tê-la em nossa família, saber que ela nos escolheu para mamãe e papai me deixa emocionada. O olhar dela, como se já nos conhecesse há muito tempo, toda a confiança e segurança que ela "deposita" em nós é algo muito gratificante. Eu me sinto uma pessoa verdadeiramente abençoada.

Parabéns meu amor! Obrigada por ter me escolhido, prometo que vou continuar fazendo o possível e o impossível para te ver, te fazer feliz. Te Amo! Te Amo! Te Amo!

* E me perdoa se hoje eu olhar para você e chorar imensas vezes, mas é que a emoção de vê-la tão "crescida", tão linda, é gigantesca e faz com que meu coração pareça que vai explodir! Que Papai do Céu te abençõe, filha.

Há 1 Ano Atrás

4 horas antes da Beatriz nascer
Princesa Moranguete